Menu Papel POP

Rihanna fecha lojas da Fenty em apoio ao movimento antirracista

MAIS SOBRE:

Nesta terça-feira (02) ocorre o “Black Out Tuesday”, movimento que promove apagão nas empresas e negócios para focar apenas no “Black Lives Matter” (Vidas Pretas Importam), a fim de refletir e gerar atividades que promovam mudanças sociais.

Rihanna, junto a outras celebridades, se posicionou contra a violência policial exercida à comunidade negra e a injustiça racial. Em solidariedade às vítimas do racismo institucional, a cantora fechou por hoje o comércio de suas marcas: Fenty Beauty, Fenty e Savage X Fenty.

“Nós não vamos comprar nada!! E nem vender nada! Gang gang!”

A comoção internacional se deu após a morte de George Floyd, homem negro de 46 anos que foi assassinado por policial branco, em Minneapolis, EUA, no último 25 de maio. Em solos nacionais também ocorrem mobilizações devido ao falecimento de João Pedro, morto aos 14 anos após operação da polícia no Rio de Janeiro.

Antes, RiRi havia escrito um texto sobre a morte de George Floyd:

View this post on Instagram

For the last few days, the magnitude of devastation, anger, sadness I’ve felt has been overwhelming to say the least! Watching my people get murdered and lynched day after day pushed me to a heavy place in my heart! To the point of staying away from socials, just to avoid hearing the blood curdling agony in George Floyd’s voice again, begging over and over for his life!!! The look of enticement, the pure joy and climax on the face of this bigot, murderer, thug, pig, bum, Derek Chauvin, haunts me!! I can’t shake this! I can’t get over an ambulance pulling up to an arrest, a paramedic checking a pulse without removing the very thing that’s hindering it! Is this that fucking normal??? If intentional MURDER is the fit consequence for “drugs” or “resisting arrest”….then what’s the fit consequence for MURDER???! #GeorgeFloyd #AhmaudArbery #BreonnaTaylor

A post shared by badgalriri (@badgalriri) on

“Nos últimos dias, a magnitude da devastação, raiva, tristeza que senti foi esmagadora, para dizer o mínimo! Observar meu povo ser assassinado e linchado dia após dia me levou a um lugar pesado no meu coração! A ponto de ficar longe das redes sociais, apenas para evitar ouvir novamente a agonia de gelar o sangue na voz de George Floyd, implorando repetidamente por sua vida!!!”

Outros artistas negros também se posicionaram a favor do movimento:

Viola Davis

Viola também pediu justiça a João Pedro.

Kelly Rowland

View this post on Instagram

#blackouttuesday

A post shared by Kelly Rowland (@kellyrowland) on

Cardi B

View this post on Instagram

BLACKOUT

A post shared by Cardi B (@iamcardib) on

Octavia Spencer

 

Comentários

Topo