Menu Papel POP

Ross Lynch revela que gostaria de interpretar Kurt Cobain em cinebiografia

Ross Lynch fez bastante sucesso na série “Austin & Ally” , da Disney, e, alguns anos depois, assumiu o papel de Harvey em “O Mundo Sombrio de Sabrina”, abocanhando mais de oito milhões de seguidores no Instagram.

Mas antes de assumir o papel na série da Netflix, o ator estava focado em sua carreira musical, fazendo turnê com o The Driver Era (banda que tem com seu irmão). Nesta época, o artista mantinha o cabelo loiro e comprido, e disse que muitos relatavam semelhanças entre ele e Kurt Cobain.

Questionado pela NME qual músico famoso ele gostaria de viver no cinema, ele respondeu justamente o vocalista do Nivarna.

“Uma vez, quando meu cabelo era mais comprido, eu recebia comentários de que parecia com o Kurt Cobain. Seria divertido de interpretá-lo, porque eu sou um grande fã do Nirvana, com certeza. Como você pode não ser? Acho que, na verdade, Courtney Love me twittou uma vez e disse: ‘você poderia ser nosso filho’. Diretamente.”

Já pensou? Veem semelhança? Aaron Paul também foi outro ator que disse recentemente que gostaria de interpretar Cobain.

Sobre “Sabrina”, Lynch comentou que ele não sabe o futuro das gravações por conta da pandemia da COVID-19. “Sinto que muitas pessoas pensam que [a série] pode não voltar, e então a outra metade tem certeza de que volta sim – então, é super indeciso”, revelou as opiniões dos colegas de elenco.

Se a série acabar na terceira ou daqui a uma temporada, Ross acredita que os roteiristas darão um final fechado e que prefere não pensar se ficará sem emprego. “Prefiro pensar nas coisas em termos abundantes. Eu não estou necessariamente assustado com a ideia de não voltar, porque, se houver alguma coisa, isso significa apenas que uma nova oportunidade pode surgir”.

E se um papel de super-herói da Marvel fosse oferecido a ele? “Se o momento estivesse certo e o personagem estivesse certo, eu definitivamente consideraria”, disse cautelosamente. “Mas não sei, às vezes acho que pode não ser a melhor versão do sucesso para mim, porque às vezes esses papéis podem ser um pouco limitantes – não os papéis em si, mas as oportunidades que surgem depois. Então, eu realmente preciso considerar isso”, afirmou.

Comentários

Topo