Menu Papel POP

Oito filmes clássicos modernos que eu amo! (catei no catálogo do Telecine para você ver)

Escuta, vou ser sincero. Essa lista vai parecer óbvia para muita gente que conhece cinema. Vai parecer lugar-comum até pra quem nem viu os filmes porque são nomes que todo mundo fala sempre e a maioria está cansada de ouvir. Acontece comigo também. Por que todo mundo falava tanto de “O Poderoso Chefão” e citava tanto esse filme? Fiquei com birra por muito tempo até ver e entender o quanto era bom e sacar porque todos falavam dele. Às vezes (e isso é raro) uma obra é muito popular porque é muito boa.

Nessa matéria do Papelpop Em Casa, a minha ideia é abrir os olhos de quem não viu muita coisa importante no cinema nos últimos 30 anos. São clássicos modernos para entender o que é cinema de qualidade e todos os títulos você pode ver fácil no Telecine, que tem um catálogo gigante e de muita boa qualidade (tanto que eu consegui fazer essa lista com facilidade). Por exemplo, eles também tem a cinelist Top 100 Filmes, com cem títulos que marcaram o cinema. Ah! O Telecine está dando ao assinante os 30 primeiros dias inteiramente gratuitos se você nunca acessou. :)

Eu falo demais, né? Deixa eu começar a lista que vocês vão entender.

Faça a Coisa Certa

Assista clicando aqui.

Vocês já imaginavam que eu ia começar com esse, né? Eu não consigo em um pequeno texto contar pra vocês tudo que eu amo nesse filme. Estão aqui presentes a paixão que o diretor Spike Lee tem pela música (o Samuel L Jackson é um radialista que acorda todo mundo citando nomes de artistas negros da música), a esperteza e o humor dos diálogos, a câmera deliciosa e criativa do diretor, a cena de abertura com Rosie Perez dançando (influenciou tanta gente!), os conflitos sociais e raciais, a aula sobre a diferença entre os líderes Luther King e Malcolm X na luta pelos direitos civis… É uma história sobre amor e violência de um jeito que só o Spike Lee conseguiria contar. Tem que ver. É obrigatório.

Pulp Fiction

Assista clicando aqui.

Mudou o cinema nos anos 90. Simples assim. Foi um divisor de águas. Pode ser que, se você ainda não viu Pulp Fiction e vai dar play nesse filme, vai perceber que não tem muita novidade ou nada de diferente. Afinal, todo mundo imitou muita coisa desse filme, desse roteiro. Mas ninguém foi tão original e tão legal quanto o Tarantino nesse filme. Não eram só os diálogos inusitados ou a violência exagerada o que mais chamava atenção, mas também o roteiro que quebrou as regras do que era até então linear em um filme, a atuação fantástica de Samuel L Jackson, John Travolta e Uma Thurman. Eu queria não ter visto para poder assistir pela primeira vez. Não tem nada mais legal que ver um filme bom pela primeira vez.

Matrix

Assista clicando aqui.

Como eu amo esse filme. Ninguém dava muita moral para as irmãs Wachowski até esse filme sair. Ninguém confiava muito na ideia. Sabia que o papel principal do Keanu Reeves era pra ser o Will Smith. Sabia que elas queriam um elenco majoritariamente negro pro filme? Muita coisa não saiu como elas queriam, mas o mais importante aconteceu. Saiu um filme bom pra cacete. Marcou os anos 90 assim como Pulp Fiction. Os figurinos, os efeitos especiais, as cenas de ação e luta. Não tem como falar outra coisa sobre Matrix: cool pra caralho!

Tubarão

Assista clicando aqui.

Eu avisei que seriam filmes que todo mundo cansou de ouvir falar, né? Esse aparece até em camisetas. Eu comprei uma Hello Kitty vestida de Tubarão do Spielberg, pra você ter uma ideia. É popular além da conta porque é bom além da conta. A trilha de John Williams impecável, o suspense que só Steven Spielberg consegue fazer. Tem que ver “Tubarão” pra ontem, gente. É um filme de 1975. Hollywood não respeitava filme com “bicho” ou “monstro” até esse chegar. Também fez história na sétima arte.

Psicose

Assista clicando aqui.

Vem conhecer a história calcinha da secretária Marion Crane que foge da cidade com o dinheiro do lugar onde ela trabalha. O que ela faz? Ela se hospeda num decadente hotel na estrada, o Bates Motel, debaixo de uma tempestade horrorosa. Lá ela conhece o Norman. Classicão do terror. Fez história no cinema. Que tipo de pessoa vai fazer terror na hora que você está mais “vendido”, na hora do banho? Hitchcock, claro.

2001 – Uma Odisséia no Espaço

Assista clicando aqui.

Sei nem por onde começar. Stanley Kubrick é genial e você vai entender por que ao ver esse filme. É ambicioso pra caramba porque ele decide contar a história da evolução humana desde o primeiro macaco até o homem explorando Júpiter numa espaçonave. E ele faz tudo isso com maestria em 2h e 30 minutos de filme que vão te deixar de boca aberta. Como assim você não viu esse filme ainda?

007 – Operação Skyfall

Assista clicando aqui.

Ah, achou que eu ia trazer só filme velho? Achou que pra ser ótimo cinema o filme precisa ser velho? Nada. Esse é um bom exemplo de filme moderno, de 2012, que fez bonito demais. Dirigido por Sam Mendes, esse 007 é um dos melhores filmes da saga. É consenso geral. Trilha com música da Adele, James Bond com Daniel Craig e um roteiro e uma direção impecável. Eu vejo toda vez que está passando e agora você pode ver no Telecine se ainda não assistiu.

Titanic

Assista clicando aqui.

Dá licença que é filmão, sim. Pop pra cacete porque é bom pra cacete. James Cameron sabe contar uma história como ninguém, misturando amor e suspense, esse filme é mesmo uma aula sobre o cinema moderno. Eu não preciso falar da história, né? Abra os braços como Jack e receba esse clássico mais uma vez. Agora tente ver com os olhos ligados na trama, no roteiro e na direção!

Por qual deles você quer começar? Quando terminar a nossa maratona, também dá uma olhada na cinelist do Telecine com 100 clássicos do cinema! Lembre-se: o Telecine oferece os 30 primeiros dias grátis pra quem ainda não é assinante. Vem com a gente!

*Conteúdo oferecido por Telecine

Comentários

Topo