Menu Papel POP

Mika cancela turnê pela América Latina após pandemia do novo coronavírus

MAIS SOBRE:

Após ter anunciado que faria uma série de shows na América Latina, a ser realizada ao longo dos meses de março e abril, o cantor Mika veio às redes sociais anunciar que todas as datas agendadas no continente foram canceladas em virtude da pandemia do novo coronavírus.

Na estrada para divulgar o álbum “My Name is Michael Hoolbrook”, lançado em outubro de 2019, o artista se apresentaria em três ocasiões no país. Em São Paulo ele tocaria nos dias 2 e 4 de abril, no Cine Joia e no Festival Lollapalooza. Em nota, ele lamentou a decisão, mas ressaltou sua importância para o bem-estar de todos.

“É com uma dor extrema no coração que nos vimos forçados a cancelar, diante dos riscos impostos pela COVID-19, as datas de nossa turnê na América do Norte e do Sul. Nossa prioridade aqui, para todos, é sempre nos mantermos seguros e, dado o influxo de informações que mudam rapidamente todos os dias, não nos restou escolha. O ressarcimento está disponível nos pontos de venda. Fiquem seguros e espero vê-los em breve”.

Mika também se apresentaria no Rio de Janeiro, no dia 5 de abril, no Circo Voador. Na tarde desta sexta-feira (13), entretanto, o governo do estado anunciou a antecipação das férias escolares das redes públicas e particulares de ensino. Eventos esportivos, assim como shows e feiras, previamente mencionados, também foram vetados. As medidas têm validade inicial de 15 dias e tem como objetivo diminuir a circulação de pessoas nas ruas. A recomendação é que todos fiquem em casa.

Em São Paulo, a organização do festival Lollapalooza emitiu uma nota em que, pela primeira vez, fala sobre o adiamento do evento. Marcado pra acontecer no primeiro fim de semana do mês de abril, a festa só deve rolar nos dias 4, 5 e 6 de dezembro. Apenas os três headliners estão confirmados até o momento. Não foi mencionado também se o local, o Autódromo de Interlagos, será mantido.

Em entrevista ao Papelpop em fevereiro, o cantor libanês, que só deve retomar seus shows em junho, disse estar extremamente animado para voltar ao país, onde não toca há dez anos. A atitude não é uma novidade e vem embalada por uma leva de cancelamentos ocasionados pela COVID-19. Também na tarde de hoje o Rage Against The Machine, que se preparava para fazer uma turnê de retorno, anunciou o adiamento de seus planos. Artistas como Tove Lo, Madonna e Patti Smith também já haviam anunciado um afastamento dos palcos até que a situação se normalize.

Vamos nos cuidar, gente!

Comentários

Topo