Menu Papel POP

“Parasita”, “Coringa”, “The Morning Show”… nossas apostas para o Golden Globe 2020

Este post não contém tags.

É dada a largada para a temporada de grandes premiações! Com 2020 vendo se dá pé, começando seus trabalhos, rola neste domingo (5) mais uma edição do Golden Globe, a 77ª, pra ser mais preciso. A festa, uma das mais imponentes honrarias da sétima arte, tem como apresentadores neste ano o quarteto Tim Allen, Dakota Fanning e Susan Kelechi Watson e promete! 

No cinema, quem mais angariou indicações foi “História de um casamento”, produção mais recente de Noah Baumbauch, com 6 no total. Atrás dele estão “O Irlandês” e “Era uma vez em… Hollywood”, dois favoritos! Há também produção brasileira na jogada! “Dois Papas”, de Fernando Meirelles, concorre a “Melhor Filme”! 

Já quando o assunto é TV, “Chernobyl”, “Inacreditável” e “The Crown” lideram as indicações, com quatro cada uma. “Barry”, “Big Little Lies” e “Fleabag” também fizeram bonito! A transmissão, você já sabe, rola a partir das 21h pela TNT Brasil, com direito a cobertura especial do tapete vermelho por Carol Ribeiro e Phelipe Cruz, aqui do Papelpop…

Agora a gente quer saber: já fez suas apostas? As nossas estão aqui!

Cinema

História de um casamento

Não se falou em outro filme nos últimos meses. O reflexo disso se viu na lista de indicações do Golden Globe. Foram seis nomeações, entre elas a de Melhor Filme de Drama, categoria importantíssima. No longa o casal Nicole e Charlie, casal vivido por Scarlett Johansson e Adam Driver, passa por uma série de problemas e chega à conclusão de que o melhor a se fazer é pedir o divórcio. Tendo em vista que a filha sofra com a separação, eles decidem viver sob o mesmo teto na tentativa de tornar a situação o mais branda e amigável possível – o que não dá certo e surte um efeito contrário. As feridas só se intensificam (e a gente acha difícil que você, enquanto espectador, não se identifique com algum ponto da trama). 

1917

Não poderia faltar um drama de época, né? Neste aqui, protagonizado por George MacKay, Dean-Charles Chapman e Benedict Cumberbatch, somos transportados ao auge da Primeira Guerra Mundial, quando dois soldados britânicos recebem como missão entregar uma mensagem que alertará sobre uma emboscada durante os combates pós-retirada alemã. A produção chega aos cinemas do Brasil no próximo dia 20 de fevereiro e tem tudo pra tornar a disputa pelo Golden Globe de Melhor Filme de Drama acirrada.

Entre Facas e Segredos

Este daqui é pra quem gosta de um bom livro de Agatha Christie! “Entre Facas e Segredos” presta uma homenagem à conceituada autora de livros por meio das mãos de Rian Johnson a fim de contar a história do romancista Harlan Thrombey. Após ter sido encontrado morto em seu aniversário de 85 anos, o mesmo se torna o centro das atenções em um mistério a ser desvendado pelo detetive Benoit Blanc, interpretado por Daniel Craig. 

Foi um assassinato? Foi uma morte acidental? Prepare-se pra ficar preso nessa narrativa até o fim!

Parasita

Ele foi o queridinho do festival de cinema de Cannes em 2019 e tem grandes chances de levar pra casa dois prêmios importantes: Melhor Roteiro para Filme e Melhor Direção. “Parasita” é um forte concorrente no Golden Globe 2020 e nós te contamos por quê: a história é sinistra! A família de Ki-taek, desembregada, passa a viver em um porão sujo e apertado até que a jovem passa a dar aulas de inglês para uma garota de família rica.

Ao se verem fascinados com a vida regada a luxo de seus empregadores, pai, mãe e filhos tratam de arquitetar um plano pra se infiltrar na família – o que pode custar bem caro. 

Dois Papas

Fernando Meirelles, conte conosco pra tudo! O cineasta brasileiro, responsável por trabalhos como “Cidade de Deus”, “Xingu” e “Rio, Eu Te Amo”, está novamente na disputa por um Golden Globe, desta vez com “Dois Papas”. Baseado em fatos reais, ele mergulha em um momento decisivo para a Igreja Católica: a saída de Bento XVI do papado. Nesta história marcada pelo drama, temos acesso a um lado íntimo e sensível da amizade do antigo pontífice com o cardeal Bergoglio, que viria a assumir o posto. Vai além da religião e mostra atuações brilhantes – além, claro, dos diálogos impecáveis.

A gente acha que Anthony Hopkins pode ficar com a estatueta de Melhor Ator Coadjuvante, hein?

Era uma vez em Hollywood

Quentin Tarantino não dá bobeira quando o assunto é contar boas histórias. Em 2019 o cineasta lançou nos cinemas “Era Uma Vez em… Hollywood”, longa ambientado na Hollywood do fim dos anos 1960 a fim de contar como dois caras, um dublê e um ator frustrado, buscam sua sobrevivência por meio da adaptação. As mudanças não foram poucas… será que eles conseguem? Interpretados por Brad Pitt e Leonardo DiCaprio, os protagonistas vivem uma série de aventuras que incluem, inclusive, um encontro com o maníaco Charles Manson, condenado pelo assassinato da atriz e modelo Sharon Tate. 

Quem está na disputa por Melhor Roteiro de Filme… deve se cuidar!

Coringa

A atuação de Joaquin Phoenix em “Coringa” foi nada menos que incrível – o que pode dar a ele o prêmio de Melhor Ator em Filme de Drama e, de quebra, ainda abocanhar a estatueta de Melhor Trilha Sonora. Neste filme, dirigido por Todd Phillips, somos apresentados a uma nova faceta do anti-herói. Aqui conhecemos o comediante Arthur Fleck, que encontra violentos bandidos pela cidade de Gotham City e começa a ficar louco após uma série de sucessivos episódios dramáticos. As origens do Coringa estão todas aqui. 

Dolor y Gloria

Ainda sobre esta categoria, “Melhor Filme de Drama”, temos que falar sobre a atuação de Antonio Banderas em “Dolor y Gloria”, produção mais recente do gênio Pedro Almodóvar. Cheio de referências ao seu universo cinematográfico, o espanhol mergulha na vida de Salvador Mallo, diretor de cinema em plena decadência que decide resgatar episódios de sua vida e carreira. Natural de Valência, na Espanha, Mallo revive amores, desejos, paixões e aos 1980 – quando surgiu seu interesse pela sétima arte. Sublime e levemente autobiográfico, esse romance pode também ficar com o prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira.

Toy Story 4

Ai, gente… “Toy Story 4” ganhou nossos corações logo no primeiro trailer e é um candidato fortíssimo ao prêmio de “Melhor Animação”, podendo desbancar “Frozen 2”, “O Rei Leão” e “Como Treinar o seu Dragão 3”. Nesta produção, somos apresentados a um novo brinquedo, o Garfinho, que pode colocar Woody e seus amigos e uma nova encrenca a fim de resgatá-lo. Aventura, diversão e amor na medida certa <3 

Televisão

The Morning Show

Podemos dizer com tranquilidade: “The Morning Show”, uma das primeiras produções da Apple TV+, merece levar pra casa o prêmio de Melhor Série de Drama. Estrelada por Reese Witherspoon e Jennifer Aniston (que tá arrasando demais!), a trama está centrada em Alex, diretora de um programa de TV matinal que revolucionou a televisão americana. As coisas começam a desandar quando seu parceiro de trabalho, Mitch Kessler, no cargo há 15 anos, é acusado de má conduta sexual e demitido. Alex precisa não somente se esforçar para manter seu emprego assumindo a função de âncora, como também se livrar das tramas de Bradley, uma novata que quer a todo custo roubar seu lugar. 

Big Little Lies

A segunda temporada de “Big Little Lies” nos apresentou um lado ainda mais denso das questões das cinco de Monterey. Neste ano a série emplacou duas de suas atrizes na categoria “Melhor Atriz de Drama”. Nicole Kidman e Reese Witherspoon brigam pela estatueta após terem contado os desdobramentos do assassinato de Perry e os novos dilemas enfrentados pelas protagonistas desse drama quase perfeito… Quase!

Chernobyl

O desastre nuclear de Chernobyl completou 30 anos, mas segue assombrando a vida de muita gente. Pudera, dadas as dimensões e as consequências do acontecimento. Em 2019 a série da HBO resgatou o episódio em uma leva curta de episódios que ajudaram, ainda que com leves doses de ficção, a entender melhor os desdobramentos do que aconteceu na usina de Prypiat. Hoje, quem sabe, pode ficar com o troféu de Melhor série limitada ou filme para TV. Esperamos que sim!

Pose

Uma pena que “Pose” tenha recebido tão poucas indicações. Foi apenas uma, para Billy Porter, que tem tudo pra ficar com o prêmio de Melhor Ator em Série de Drama. Nesta segunda temporada, o ator, ao lado de MJ Rodriguez, mergulha a fundo nos dilemas da comunidade LGBTQ+ na Nova York dos anos 1990, sobretudo, a luta contra a epidemia de AIDS. Sua atuação é impecável e nos fez chorar em vários momentos. A estatueta precisa ir pra ele! 

Fleabag

O nome dela é “Fleabag”, mas poderia ser também “Favorita”. Criada e protagonizada pela britânica Phoebe Waller-Bridge, a série foi a grande vencedora do Emmy 2019, maior prêmio da TV americana, e levou três troféus pra casa. Agora, no Golden Globe, ela tem tudo pra ficar também com os de Melhor Série – Musical ou Comédia. Merece demais, até porque todos nós nos encantamos em algum momento com a narrativa de uma jovem adulta tentando lidar com os problemas de sua conturbada vida. São questões de relacionamento, desastres profissionais, frustração sexual, discussões de gênero e ainda por cima conflitos familiares. Estamos na torcida!

E você, pra quem tá torcendo? Vem ver a lista completa de indicados:

Melhor Atriz em minissérie ou Filme para TV:

Michelle Williams
Helen Mirren
Merritt Wever
Kaitlyn Dever
Joey King

Melhor Ator em minissérie ou Filme para TV:

Chris Abbott
Sacha Baron Cohen
Russell Crowe
Jared Harris
Sam Rockwell

Melhor Trilha Sonora:

Motherless Brooklyn
Little Women
Coringa
1917
História de Um Casamento

Melhor minissérie ou Filme para TV:

Catch-22
Chernobyl
Fosse/Verdon
The Loudest Voice
Unbelievable

Melhor Série de Comédia:

Barry
Fleabag
The Kominsky Method
The Marvelous Mrs. Maisel
The Politician

Melhor Roteiro – Filme:

Era uma Vez em… Hollywood
História de Um Casamento
Dois Papas
Parasita
O Irlandês

Melhor Atriz em Série de TV – Drama:

Jennifer Aniston
Olivia Colman
Jodie Comer
Nicole Kidman
Reese Witherspoon

Melhor Ator em Série de TV – Drama:

Christian Bale
Antonio Banderas
Adam Driver
Joaquin Phoenix
Jonathan Pryce

Melhor Diretor – Filme:

Martin Scorsese
Quentin Tarantino
Bong Joon Ho
Sam Mendes
Todd Phillips

Melhor Filme – Drama:

O Irlandês
História de Um Casamento
1917
Coringa
Dois Papas

Melhor Filme – Comédia ou Musical:

Dolemite Is My Name
Jojo Rabbit
Entre Facas e Segredos
Era uma Vez em… Hollywood
Rocketman

Melhor Ator em Série de TV – Musical ou Comédia:

Michael Douglas
Bill Hader
Ben Platt
Paul Rudd
Ramy Youssef

Melhor Atriz em Série de TV – Musical ou Comédia:

Rachel Brosnahan
Kirsten Dunst
Christina Applegate
Natasha Lyonne
Phoebe Waller-Bridge

Melhor Música Original – Filme:

Beautiful Ghosts – Cats (Taylor Swift)
(I’m Gonna) Love Me Again – Rocketman (Elton John e Taron Egerton)
Spirit – O Rei Leão (Beyoncé)
Stand Up – Harriet (Cynthia Erivo)
Into the Unknown – Frozen 2

Melhor Filme – Estrangeiro:

The Farewell
Pain and Glory
Parasita
Portrait of a Lady on Fire
Les Miserables

Melhor Atriz em Filme – Drama:

Renée Zellweger
Charlize Theron
Saorise Ronan
Cynthia Erivo
Scarlett Johansson

Melhor Ator em Filme – Drama:

Christian Bale
Joaquin Phoenix
Antonio Banderas
Jonathan Pryce
Adam Driver

Melhor Atriz em Filme – Musical ou Comédia:

Awkwafina
Beanie Feldstein
Ana de Armas
Emma Thompson
Cate Blanchett

Melhor Ator em Filme – Musical ou Comédia:

Leonardo DiCaprio
Eddie Murphy
Daniel Craig
Taron Egerton
Roman Griffin Davis

Melhor Atriz Coadjuvante em Filme:

Jennifer Lopez
Laura Dern
Margot Robbie
Kathy Bates
Annette Bening

Melhor Ator Coadjuvante em Filme:

Brad Pitt
Al Pacino
Tom Hanks
Joe Pesci
Anthony Hopkins

Melhor Série de TV – Drama:

The Crown
The Morning Show
Succession
Big Little Lies
Killing Eve

Melhor Ator Coadjuvante en Séries, Minisséries ou Filme para TV:

Alan Arkin, The Kominsky Method
Kieran Culkin, Succession
Henry Winkler, Barry
Andrew Scott, Fleabag
Stellan Skarsgard, Chernobyl

Melhor Atriz Coadjuvante en Séries, Minisséries ou Filme para TV:

Toni Colette, Unbelievable
Meryl Streep, Big Little Lies
Helena Bonham Carter, The Crown
Patricia Arquette, The Act
Emily Watson, Chernobyl

Comentários

Topo