Menu Papel POP

Carne Doce narra o apocalipse ambiental em “Temporal”, seu novo clipe

MAIS SOBRE:

O fim dos tempos é uma promessa antiga, mas que nunca parece chegar. Não pelo menos para olhos pouco atentos, ou da forma arrebatadora que se espera. Sua confirmação está nas escrituras sagradas, nos relatórios científicos, mas não é preciso ser um profundo entendedor do assunto pra saber que a ação do tempo é, na verdade, sorrateira. A destruição se concretiza dia trás dia, gota a gota.

A Carne Doce, banda de rock fundada em Goiânia em 2013, chama atenção para questões do meio ambiente já há algum tempo. Em 2014, por exemplo, em seu álbum de estreia, incluiu na tracklist a faixa “Sertão Urbano”, que faz uma crítica à urbanização desenfreada – a mesma que promete, de forma ilusória, um pedaço do mato dentro da cidade em condomínios de altíssimo padrão.

Como sua prima-irmã, “Tempestade”, single lançado nesta sexta-feira (17), vai ainda mais a fundo nisso. Por meio de seu clipe conhecemos uma festa típica de uma comunidade do interior de Goiás. Em um passe de mágica, enquanto todos dançam, cantam e cozinham alegremente, o baile sertanejo é interrompido por uma queda brusca de energia. A tela é tomada então por cenas de uma emissora de TV que mostram uma usina hidrelétrica com problemas. É ela a responsável pelo caos generalizado – e por um posterior “dilúvio”, que dá a impressão de que o lugar acabou em ruínas.

As imagens são uma reedição dos arquivos do documentário “Paulistas”, gravado na cidade de Catalão, localizado ao Sul do estado. Com direção de Daniel Nolasco, o roteiro é de Salma Jô e Macloys Aquino, casal fundador da trupe que conta ainda com o talento de Aderson Maia (baixo), Frederico Valle (bateria) e João Vitor Santana (guitarra e samples). Todos eles assinam a composição.

Também disponível nas plataformas digitais, este é o primeiro single da banda após o elogiado disco “Tônus”, lançado em 2018. Ao longo de quase 8 minutos somos apresentados ainda a uma vertente um tanto mais pop de seu trabalho. A influência dance se funde ao rock já característico do quinteto e de longe é possível captar referências que lembram o som dos Pet Shop Boys ou mesmo do Daft Punk. Proposital ou não… tire suas conclusões.

O novo disco da Carne Doce, ainda sem título, chega às plataformas digitais em 2020.

Comentários

Topo