Menu Papel POP

Após ofensas racistas a Ludmilla, Anitta diz: “Inaceitável. Isso é crime”

MAIS SOBRE:

Aconteceu um episódio lamentável com Ludmilla no Prêmio Multishow 2019, que ocorreu nesta terça-feira (29). A artista recebeu o prêmio na categoria Música Chiclete pelo hit “Onda Diferente”, uma parceria sua com Anitta, Papatinho e Snoop Dogg.

O que poderia parecer um motivo de felicidade, acabou se tornando alvo de uma situação bem desconfortável, visto que Lud foi vaiada e chamada de “macaca” ao subir no palco.

A funkeira é um símbolo de resistência, uma vez que é mulher negra e bissexual, e é muito triste ver situações racistas como essa ainda acontecendo. Lud desabafou em seu Insta Stories e mostrou o vídeo do momento que esse xingamento acontece.

“Não sabemos quem foi a pessoa exatamente. Cara, até quando isso? Olha, as coisas para mim – e acho que para a maioria dos brasileiros – nunca foram fáceis. Com preconceito e julgamentos pelo tom de pele, vocês só complicam as coisas. A vontade de me diminuir é tanta que não pensam nas consequências dos seus atos. Eu só queria deixar bem claro para vocês, racistas, que além da justiça ser lenta aqui e as pessoas praticarem racismo comigo ainda não terem sido punidas, isso não significa que a cobrança nunca vai chegar ou que ela está longe disso. Ainda bem que eu tenho um Deus e uma família que não me deixam desmoronar diante dos racistas. A cobrança de vocês uma hora vai chegar”

Veja aqui o momento:

Já nesta quinta-feira (01) à noite, Anitta se pronunciou sobre o caso em seu Twitter:

“Isso é crime e é absolutamente abominável”, manifestou.

Infelizmente, a música “Onda Diferente” foi o fruto do rompimento da cantora com a colega Anitta. Tudo começou porque Anitta teria ficado com parte da autoria da faixa sendo que não havia escrito. Ludmila explicou:

“Eu fiz essa musica e mostrei para a minha gravadora, mas não deixaram eu trabalhar essa música. Mas gostei tanto que resolvi postar na internet. Ela começou a viralizar e Anitta viu e quis gravar, mas já estava viralizando. Quando a gravadora soube que a Anitta gostou… falou ‘ok, vamos nessa’. E no começo éramos apenas eu e Anitta e ela quis trazer um gringo, até que chegou no Snoop Dogg e a condição dele era ter 50% da música, e eu topei.”

A dona do álbum “Kisses” comentou que seu nome estava na composição do funk porque participou da produção ao lado de Papatinho. Anitta publicou:

“Não ataquem a Ludmilla por ter se sentido feliz e emocionada com a composição dela ter chegado aos lugares que ela sempre sonhou. Eu também sou compositora. Escrevi ‘Bang’, ‘Show das Poderosas’, ‘Zen’, ‘Vai Malandra’. Algumas sozinha, outras com amigos. Mas ‘Onda Diferente’ foi uma música inteiramente feita pela Ludmilla”.

Ao receber o prêmio de Música Chiclete, Lud não citou o nome de Anitta, o que fez o o público reagir com vaias e ofensas.

Mesmo com divergências profissionais, as duas artistas provaram que são muito talentosas juntas. Além de “Onda Diferente”, elas têm a faixa “Favela Chegou”.

Comentários

Topo