Menu Papel POP

Morre aos 74 anos o fotógrafo de moda alemão Peter Lindbergh

MAIS SOBRE:

Faleceu na noite desta terça-feira (3) aos 74 anos o fotógrafo de moda alemão Peter Lindbergh. Considerado o pai das supermodelos dos anos 1990, Lindbergh fez história na indústria ao fazer cliques de algumas das mais influentes celebridades da história como Naomi Campbell, Kate Moss, Cindy Crowford.

A informação da morte foi confirmada pela família, que disse em comunicado que o fotógrafo foi “um pioneiro em sua arte, que soube redefinir a fotografia de moda contemporânea e seus padrões de beleza, enaltecendo mulheres de todas as idades”.

Nascido em Leszno, na Polônia, ele colaborou com inúmeras revistas e fotografava majoritariamente em preto e branco e em poses rebeldes – o que tornava suas fotos ainda mais icônicas.

Um de seus trabalhos mais importantes foi feito em 1988 quando foi convidado pra fotografar um time de modelos, entre elas a iniciante Linda Evangelista. Na praia de Malibu, na Califórnia elas vestiam uma camiseta branca simples, o que foi considerado uma quebra de padrão.

Sempre na ativa, Lindbergh seguia trabalhando com grandes nomes. Além de ter fotografado Madonna, Robert Pattinson, Isabelle Huppert e Sarah Jessica Parker, ele também trabalhou com Lady Gaga e Bradley Cooper, com quem assinou a capa do single de “Shallow”. Rosalía também foi captada por suas lentes em sua estreia na Vogue España, em meados deste ano.

Vários nomes lamentaram a perda, a começar pela atriz Charlize Theron que disse estar com o coração partido.

“Peter foi um genio e um mestre absoluto de seu ofício. Além disso, o que o tornava verdadeiramente único era sua bondade consistente, calor e incrível senso de humor. Um dos melhores seres humanos que conheci. Nunca vou te esquecer, meu amigo”.

Mika também se disse abalado com a notícia e compartilhou uma imagem sua ao lado do fotógrafo.

“Meus pensamentos estão com a família de Peter Lindbergh hoje de manhã. Eu nunca conheci ninguém como ele. Sua generosidade de espírito, seu talento, seu calor. Ao clicar você, ele fazia com que você se sentisse notável. Na frente de suas lentes, era aceitável ser frágil, imperfeito, sensual e forte, tudo ao mesmo tempo. Um homem e talento extraordinários”.

Penélope Cruz também escreveu uma mensagem emotiva em que diz que aprendeu muitas coisas com o amigo e que ambos viveram momentos mágicos juntos.

“Sempre foi tão carinhoso e generoso comigo, meu querido Peter. Me ensinou muitas coisas e vivemos momentos mágicos juntos. O mundo sentirá uma falta enorme de seu talento, seu peculiar senso de humor e seu grande coração”.

Descanse em paz, Peter!

Comentários

Topo