Menu Papel POP

Jacintho canta todas as privações de liberdade em seu novo single, “Língua”

MAIS SOBRE:

Todo mundo já se sentiu um pouco deslocado, um peixe fora d’água, um estrangeiro. Ao longo da vida não são raras as vezes em que estamos estabelecidos em um determinado espaço e, de repente, este se vê ameaçado. É a partir daí que somos postos diante de preconceitos e paradigmas que insistem em nos negar uma plenitude de pertencimento.

O cantor paulista Jacintho sabe muito bem o que é isso e, inspirado pelo processo de exploração e colonização da América Latina, compôs “Língua”, single que lança com exclusividade no Papelpop nesta sexta-feira (12).

O projeto, que abre seu novo álbum de estúdio, traz uma fusão de ritmos e de estilos muito curiosa: entre elementos eletrônicos, o flamenco e o baião, ele insere uma letra que fala sobre as privações de liberdade em seu mais amplo significado. A faixa, que tem produção de Felipe Cordeiro e Rafael Barone, membro da banda Liniker e os Caramelows, já chegou com clipe.

Para a produção, foi convidada uma intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras) com o objetivo de fazer com que sua mensagem chegasse a todos os públicos. A respeito desta escolha, olha só o que o cantor comentou:

“Normalmente, os vídeos trazem o intérprete de libras no cantinho da tela. A ideia foi dar protagonismo para isso, colocando a intérprete no centro. Tem muita coisa no disco que fala sobre o veneno que escorre da boca e a língua é algo muito íntimo, que está dentro da gente. Eu a defino como uma espécie de intimidade a ser invadida”.

Aqui vai uma curiosidade: entre seus trabalhos mais recentes está ainda uma colaboração com a banda francisco, el hombre no single “Tem Gente Ficando Louca”.  O novo álbum de Jacintho, que deve sair ainda este semestre, não teve seu título e data de lançamento revelados até o momento.

“Língua”, vale ressaltar, está disponível em todos os tocadores digitais:

Comentários

Topo