Menu Papel POP

Diretor de Como Treinar seu Dragão 3 conta mais detalhes do filme (e fala português!) na CCXP

Acabamos de assistir ao painel na CCXP18 de Como Treinar seu Dragão 3 com o diretor canadense Dean Deblois!

Rolou até umas frases em português como: “Boa tarde”, “Tchau” e “Tudo bom?” haha muito fofo!

Dean nos contou que o terceiro filme (que ficou pronto nesta última semana), mostra bastante como Soluço terá que aprender a viver sem o Banguela, à partir do momento que descobrem o mundo escondido dos dragões e a maravilhosa Fúria da Luz! Ela é de uma espécie bem próxima a de Banguela-  e até então pensávamos que ele era o último sobrevivente!

No último capítulo da trilogia entenderemos o porquê. **Mini spoiler alert**: Tem o dedo do vilão Grimmel (o maior caçador) no meio. Ish…

Deblois comentou que sempre soubemos que Soluço é “à frente do tempo”, que não se encaixava no mundo viking, porém conseguiu convencer todos a conviverem harmoniosamente com os dragões! Só que, com isso, muitas pessoas acabaram pegando esses bichanos para a guerra e o mal.

Fã de carteirinha de Star Wars, o diretor explicou que se inspirou no universo da saga que sempre se expande para seus próprios filmes. O universo de How To Train Your Dragon se expandiu ainda mais no novo longa, conhecemos um novo mundo – literalmente – e novos personagens.

No filme, saberemos o porquê da Fúria da Luz aparecer só agora e, com isto, reatamos à história esquecida de Banguela.

Fúria é cheia de habilidades e com uma personalidade forte! Ela, por exemplo, consegue refletir o seu meio e pode desaparecer, ficando “invisível”!. Ela representa o lado selvagem que uma vez Banguela teve (antes de se acostumar e viver com humanos).

Dean comentou que não queria dar um nome específico a ela para mostrar que não é “domesticada”. Por exemplo, Banguela é da espécie Night Fury (Fúria da Noite) e ela é Fúria da luz!

Para criar a personagem, se inspiraram em leoas e felinos; já Banguela é inspirado em panteras negras, cachorros e gatos! Aw.

A ideia era que eles não parecessem só mais um “cartoon”, como Deblois disse, então fizeram muita pesquisa também com morcegos e pássaros para pôr seus movimentos na Fúria. E tem uma cena que ela parece bastante uma morceguinho mesmo!

Vimos várias cenas exclusivas, como a primeira vez que entram no mundo escondido dos dragões. É lindo, cheio de cores neon e tem toda uma inspiração oceânica. Fizeram muita pesquisa com bio-iluminação e cristais para criar este cenário, além de tirar ideias do próprio mar e seus corais!

No Hidden world há também um vulcão adormecido dentro do oceano e esta é uma das portas para entrar ao mundo subterrâneo. Muito legal, né?

Só que, além de Soluço ter que aprender a ver o amigo Banguela “em casa” com sua nova companheira Fúria da Luz no reino de dragões sem humanos, o vilão Grimmel fará de tudo para erradicar a espécie.

“Ele é muito intolerante”, comenta Dean, e o personagem acredita que os seres humanos são superiores e precisam “escravizar” outras espécies ou acabar com elas.

Este foi o primeiro filme da saga feito em CGI e contou que foi bem difícil de fazer as nuvens e a água, mas que agora com o avanço da tecnologia, “tudo que você sonha, você pode criar”, disse Deblois.

Separem os lencinhos para ver o capítulo final da saga. Soluço fica emotivo e quase chora ao ver seu amigo feliz no novo lar. “Eles completam um ao outro”, comentou o diretor.

Será que Banguela vai voltar? Será que vai ficar na cidade de dragões para sempre? São respostas que só teremos ao ver o filme.

Como Treinar Seu Dragão 3 estreia no dia 17 de Janeiro!

Comentários

Topo