Menu Papel POP

Madonna, o sutiã de cone de Gaultier e o look que mudou a música e a moda para sempre

MAIS SOBRE:

O sutiã pontudo que Ariana Grande usa em God Is A Woman, o sutiã de chantilly da Katy Perry em California Girls, aquele de metralhadora usado por Lady Gaga em Alejandro. O que todos eles têm em comum? A influência que Madonna teve na moda! Toma mais um post comemorando o #Madonna60 aqui no Papelpop. Vai ter todo dia!

Vamos nessa matéria falar sobre um dos momentos mais icônicos da moda da trajetória da Madonna.

Em 1990, a rainha do pop estreou sua turnê Blond Ambition (ambição loira, trocadilho com “blind ambition”, ambição cega) usando um sutiã desenhado por Jean-Paul Gaultier, que virou um dos maiores ícones fashions do mundo:

“Vamos lá, meninas! Vocês acreditam em amor? Bom, eu tenho uma coisa pra cantar sobre o assunto”.

Cantando Express Yourself, esse hino de empoderamento, ela chegava no palco de calças e terno – mas seu corset estava por cima das calças e o terninho era furado na ponta de cada peito.

A performance tinha elementos do clipe, com Madonna cheia de homens trabalhadores aos seus pés, cantando sobre como é melhor estar sozinha do que ao lado de um cara que não presta ou não te valoriza.

A fórmula do sucesso do figurino foi misturar o street wear dos anos 80 de usar lingerie por cima da roupa (moda que a própria Madonna popularizou) e os famosos sutiãs superpontudos dos anos 50, os bullet bras.

Os dois juntinhos no documentário Na Cama Com Madonna

Assim como o álbum da época (Like A Prayer) marcou a maturidade musical da cantora, o look virou o item que mais apareceria nas plateias de shows, performances de drag e homenagens/referências à diva – nas pistas de dança, nas passarelas e nos clipes e apresentações das próximas gerações da música pop.

Em 1992, já divulgando o disco Erotica, Madonna se juntou a Jean-Paul Gaultier novamente no desfile que o estilista montou para arrecadar dinheiro para a amFAR, fundação norte-americana de pesquisa sobre AIDS (a cantora doou para a mesma instituição 300 mil dólares na época). Dessa vez, o sutiã da loira era ainda mais ousado.

Desde o sutiã cônico de Madonna, Gaultier virou referência em lingerie ousada e desenhou vários outros modelos geniais, usados pelas mais importantes celebridades e modelos.

O poder de usar “o sutiã da Madonna” é uma coisa que todo mundo quer, né? Até hoje, é possível ver referências diretas e indiretas à peça.

Reprodução: Instagram Dua Lipa

Cameron Diaz poderosa

Trecho de “God Is A Woman”, clipe em que a própria Madonna faz a voz de Deus

Ellie Kemper (a Kimmy Schmidt!) foi de Madonna ao programa da Ellen

Alejandro: Gaga usa sutiã de arma na coreô

Gaultier e Madonna são até hoje super amigos, nessa que foi uma das primeiras e mais bem sucedidas parcerias entre estilista e artista pop. Afinal, ele levava o estilo da rua para a passarela e a alta costura para a rua – mais ou menos o que Madonna sempre fez com sua música.

Os vidros dos perfumes da grife de Gaultier são torsos femininos e masculinos e o sutiã icônico está lá. Ele também fez vários outros figurinos para Madonna, incluindo para “Drowned World Tour”, “Confessions Tour” e até um novo corset estruturado na “MDNA Tour”.

Cantando Vogue na MDNA Tour

Na coleção primavera de 2013, ele homenageou Madonna no desfile em que também foram lembrados Michael Jackson, David Bowie, Abba, Grace Jones e outros. Só os importantes!

O estilista foi o convidado do show de Paris para subir no palco da “Rebel Heart Tour” para dançar “Unapologetic Bitch” (aaaahhh, eu tava nesse show!) e foi ele quem também desenhou o vestido católico do último MET Gala 2018.

Reprodução: Instagram Madonna

Ufa!

É isso que acontece quando você junta dois visionários cheios de talento, minha gente: história!

Agora você já sabe qual seu look pra comemorar o niver da Madonna nas festas do final de semana, né?

[colaborou: @Gabriel Cadete]

Comentários

Topo