Menu Papel POP

Morgan Freeman volta a falar de acusações: “Eu não assediei mulheres”

MAIS SOBRE:

Quando oito mulheres acusaram o ator Morgan Freeman de assédio sexual nesta semana, o ator fez um pedido de desculpas daqueles meio vagos, só pra se manifestar mesmo.

Hoje, no entanto, ele falou pela segunda vez sobre as acusações numa nota mais elaborada e explicando seu ponto de vista, negando que tenha assediado alguém (via Entertainment Weekly).

“Estou devastado por 80 anos da minha vida correrem o risco de serem ameaçados, em um piscar de olhos, pelos relatos da mídia feitos na quinta-feira. Todas as vítimas de agressão e assédio merecem ser ouvidas. E precisamos ouvi-las. Mas não é correto associar casos horríveis de agressão sexual a elogios mal colocados ou humor. Admito que sou alguém que sente a necessidade de tentar fazer com que as mulheres – e os homens – se sintam apreciadas e à vontade ao meu redor. Como parte disso, eu sempre tentava brincar e elogiar as mulheres, no que achava ser um jeito alegre e bem-humorado. Claramente eu não estava sempre encontrando o caminho que pretendia. E é por isso que me desculpei na quinta-feira e continuarei a me desculpar com qualquer pessoa que eu possa ter chateado, mesmo que sem querer. Mas também quero ser claro: não criei ambientes de trabalho inseguros. Eu não assediei mulheres. Eu não ofereci emprego ou dinheiro em troca de sexo. Qualquer insinuação de que eu fiz isso é completamente falsa.”

Segundo as mulheres, Freeman fazia comentários inapropriados e as tocava sem consentimento; outras oito alegam terem testemunhado os atos. Pouco depois dos relatos, a CNN divulgou um vídeo onde o ator aparece dando em cima de uma repórter durante uma entrevista:

Como não dá mais para deixar de lado acusações sérias do tipo, o Sindicato dos Atores está decidindo se pune ou não o ator ao revogar o prêmio pelo conjunto da obra que recebeu em janeiro deste ano, e a empresa Visa suspendeu uma propaganda com ele.

Comentários

Topo