Menu Papel POP

Dr. Luke não poderá divulgar registros médicos de Kesha, determina juíza

MAIS SOBRE:

Finalmente uma vitória para a Kesha! Uma juíza de Nova York aceitou ontem (13/10) o pedido da cantora para manter seus registros médicos privados.

*Kesha retira processo contra Dr. Luke para tentar retomar a carreira

*Dr. Luke abre processo contra a mãe da Kesha por difamação

Nesta segunda-feira (10/10), os advogados de Kesha entraram uma ação para impedir que o produtor Dr. Luke e seus advogados tornem públicos seus registros médicos, que datam de dez anos.

De acordo com documentos obtidos pelo E! News, a juíza alega que a medida foi acatada para “proteger a privacidade da ré Kesha Rose Sebert, a prevenir de constrangimento desnecessário e proteger sua equipe médica da mídia”.

 

Segundo o site, há mais de 900 páginas de registros ginecológicos, psiquiátricos e de reabilitação da cantora que estavam prestes a serem divulgados.

Os advogados de Kesha alegavam que esse é apenas mais um exemplo da tática de Dr. Luke para que Kesha continue gastando mais e mais dinheiro no processo. Além disso, ela seria humilhada e assediada ao ser submetida a perguntas que incluíam, por exemplo, se Kesha é “sexualmente agressiva”.

No começo do ano Kesha perdeu um processo que movia contra Dr. Luke pedindo a quebra de seu contrato vigente desde 2005, mas ainda está batalhando neste caso. Em agosto, a cantora retirou outro processo no qual acusava o produtor de abuso sexual

 

Comentários

Topo