Menu Papel POP

De Chico Buarque a MC Bin Laden, New York Times lista “o essencial da música brasileira”

O clima é de Olimpíadas Rio 2016: a cerimônia de abertura acontece nesta sexta-feira (05) e o mundo inteiro irá acompanhar a festa que o Brasil está preparando. Não vai faltar música! Desde a criação dos jogos lá na Grécia, muitos anos antes de Cristo, uma das maiores características das Olimpíadas é retratar a cultura, tradição e identidade da cidade-sede e de seu país. Londres, por exemplo, fez isso em 2012 ao falar da Revolução Industrial e a invenção da world wide web até James Bond, Harry Potter e Spice Girls.

Pensando nisso, o jornal The New York Times pegou seus críticos e fez uma lista intitulada “O essencial da música brasileira para ouvir nas Olimpíadas“, compilando 30 artistas que representam a diversidade dos nossos ritmos. “É um grande momento para descobrir o quão longe e profundo a música brasileira vai, além do estereótipo dos extravagantes desfiles de carnaval e bossa nova suave para curtir na praia”, o artigo diz.

“(…) Os músicos brasileiros incorporaram jazz, rock, reggae, metal, hip-hop, música eletrônica e mais; eles também escrevem letras pop com poesias complexas. Visitantes do Rio – fisica ou virtualmente – podem saborear uma das culturas musicais mais criativas e diversas do mundo.”

Iniciativa super válida da publicação, não é? A gente aqui do Papelpop mostra algumas das canções que entraram no catálogo, caso você não queira saber de todos os inclusos, listados no link acima. Tem de tudo, vem ver e ouvir!

Luiz Gonzaga – Asa Branca (1947)

O clássico baião de “Asa Branca” – quem nunca cantou “quando olhei a terra ardendo/qual fogueira de São João/eu perguntei a Deus do céu, ai/por que tamanha judiação“?

Maysa – O Barquinho (1961)

Maysa era praticamente a rainha da melancolia e do lamento. Ela cantava em vários idiomas e flertava com a bossa nova, jazz e samba-canção.

Chico Buarque – Construção (1971)

Chico é um dos maiores nomes da MPB, a música popular brasileira, e é influenciado por vários gêneros.

Chico Science – Maracatu Atômico (1994)

“Maracatu” foi composta originalmente pelo Jorge Mautner, mas o vocalista do Nação Zumbi regravou a canção junto com sua banda – que explorava o movimento manguebeat – fazendo um enorme sucesso.

Sepultura – Roots Bloody Roots (1996)

“Roots Bloody Roots” é a música mais conhecida da banda de metal. Pesada demais, né? O Sepultura já colaborou com Carlinhos Brown e com o Les Tambours du Bronx, grupo de percussionistas franceses.

MC Bin Laden – Bololo Haha (2014)

O funk do Bin Laden conquistou o DJ e produtor Diplo, que adora explorar ritmos fora dos Estados Unidos.

MC Pikachu – Choque (Semana Maluca) (2014)

Mais uma canção funk, agora do Pikachu – ele só tem 16 anos -, que gosta de ousar e ostentar. Socorro nessa letra?!

Elza Soares – A Mulher do Fim do Mundo (2015)

A música dá nome ao disco mais recente de Elza, o primeiro só de inéditas da sua carreira de quase 60 anos! Elza passa por samba, bossa nova e MPB.

A lista do jornal ainda tem artistas como Caetano Veloso e Gilberto Gil (tropicália, né, gente?); Marisa Monte; João Gilberto; Milton Nascimento; Maria Bethânia e Ava Rocha, entre vários outros! Vale a pena dar uma olhada no artigo original!

Comentários

Topo