Menu Papel POP

Ellen DeGeneres fala com a gente sobre “Procurando Dory”: “é mais complexo do que se espera”

Ellen DeGeneres é basicamente maravilhosa. Ela é uma apresentadora inteligente, engraçada e amada no mundo inteiro. Homossexual assumidíssima e militante nas causas LGBT, ela ainda arrasa emprestando sua voz para a Dory na versão original.

Você sabia que a personagem que acaba de ganhar seu próprio filme foi criada especialmente para ela? Quem revelou isso para o Papelpop foi o diretor de “Procurando Dory” e “Nemo”, Andrew Stanton, em uma entrevista que você vai ver em breve aqui.

Desde “Procurando Nemo” a apresentadora faz campanha pra rolar uma continuação, e, treeeeeeze anos depois, o filme entra em cartaz na próxima quinta-feira (30).

O Papelpop não só falou com o diretor do filme como encontrou também com a própria Ellen em uma coletiva de imprensa em Los Angeles, realizada há poucos dias. Apesar de quase todo mundo do elenco do filme estar lá – incluindo Ty Burrell e Ed O’Neill, o Phill e o Jay de “Modern Family” – os jornalistas, do mundo inteiro, só queriam saber da Ellen. Inclusive eu!

ellen-degeneres-procurando-dory-01

É que tudo o que ela fala tem uma piada, mas também uma reflexão. Por exemplo, sobre “Procurando Dory” ela foi logo dizendo que gostou muito de a peixinha estar em uma jornada pessoal, em busca de aceitar quem ela é. “Todo mundo está procurando seu lar, e essa ideia de ‘lar’ é diferente para cada pessoa. Para a Dory é um lugar ao qual ela pertence. Eu me identifico com isso”.

Além de elogiar a personagem, Ellen também enalteceu super esse lado profundo do roteiro: “É mais complexo do que se espera de um desenho animado. É emocional, com sentimentos de pessoas reais, isso faz a história ficar muito bonita”.

“Continue a nadar” way of life

Ellen acha a Dory “otimista, perseverante, sem julgamentos ou raiva. Ela não é uma vítima das circunstâncias, sua falta de habilidade é um ponto de vista. Para ela tudo é possível ela apenas continua a nadar”, e ainda disse que adotou o “continue a nadar” como filosofia de vida. “Você envelhece, fica mais sábio e vê as coisas diferentes. A vida é uma jornada cheia de surpresas, boas e ruins, e elas mostram outros lados de você, então aceite o que é ruim como bom, e aceite tudo o que você é, e continue a nadar”.

ellen-degeneres-procurando-dory-02

Teve zoeira também!

A Ellen fez piada com a história de que tem um possível casal lésbico no filme. A gente já havia mostrado isso aqui. Ela comentou o seguinte sobre o assunto:

“Realmente parecem ser duas mulheres mesmo, e uma delas com um cabelo curto terrível. Acham que ela é lésbica só por causa desse corte? Eu vi um peixe bem gay no filme, que ninguém reparou. O look dele era obviamente gay para mim.”

Ah, e quando uma jornalista italiana perguntou o que ela aprendeu com os peixes, ela se desculpou e disse que não aprendeu nada, não. Mas ela é esperta e já emendou um recadinho ecológico sobre a importância de preservar os oceanos e o povo até aplaudiu! #EllenVerde

* O Papelpop viajou para Los Angeles a convite da Disney.

Comentários

Topo