Menu Papel POP

Kesha faz a apresentação que seria do Billboard Music Awards em show do amigo Ben Folds

MAIS SOBRE:

A cantora Kesha foi proibida por sua gravadora, a Kemosabe Rocords, que é de propriedade de Dr. Luke, de se apresentar no Billboard Music Awards 2016, depois de aparecer notícias de que ela iria citar por lá o caso judicial envolvendo o produtor. Entretanto, isso não foi o suficiente para que ela realizasse a apresentação que havia programado em outro lugar.

Na noite de quarta-feira (18), Kesha apareceu de surpresa no show do amigo Ben Folds em Los Angeles e, por lá, fez o que gostaria de ter feito na premiação, uma homenagem ao cantor Bob Dylan.

Assim que surgiram as notícias do cancelamento da apresentação, Kesha foi ao Instagram para revelar estar bastante decepcionada e que os seus planos eram de cantar a música “It Ain’t Me, Babe”, de Bob Dylan.

“Eu estava bem animada em fazer um tributo a Bob Dylan ao cantar um cover de ‘It Ain’t Me, Babe’ no Billboard Awards desse ano. Eu estou bastante triste e sentida em dizer que eu não vou ter permissão para fazer isso. Eu só queria deixar bastante claro que essa apresentação seria eu homenageando um dos meus compositores favoritos de todos os tempo e não teria nada a ver com Dr. Luke. Eu não iria usar uma imagem dele, falar dele ou fazer alguma alusão a minha situação legal de forma alguma. Eu simplesmente queria cantar uma música que eu amo e honrar um artista em que sempre me inspirei. Obrigada a todos pelo apoio contínuo”.

Além de cantar “It Ain’t Me, Babe”, a Kesha ainda soltou a voz nas músicas “Still Fighting It”e “Rock This Bitch”, do Ben Folds, e na sua própria “Sleazy”, tudo em clima de improviso e muita brincadeira.

Após a apresentação, Kesha mais uma vez foi ao Instagram, agora para agradecer ao Ben Folds pela oportunidade de permitir que ela fizesse o seu cover de Bob Dylan por lá.

“Querido Sr. Ben Folds, obrigada por esta noite. Obrigada por me deixar dividir o seu palco, sua banda, sua plateia, seu humor e suas músicas. Obrigada por acreditar em mim. Obrigada por ser um ser humano positivo e encorajador na minha vida. Obrigada por seus álbuns que me dominavam no ensino médio. Obrigada por ser um compositor genial. Obrigada por ser gentil quando trabalhamos juntos. Obrigada por me deixar cantar o cover de Bob Dylan com você. Obrigada por ser um bom amigo nesse negócio assustador. E por último, obrigada por limpar minha taça de vinho com seu calção de velhinho. Você é um cavalheiro de classe. Te amo, seu puto”.

Comentários

Topo