Menu Papel POP

Sia sobre compor com Rihanna e Kanye West: “eles quase nunca aparecem”

Como você deve estar sabendo, em breve a cantora e compositora australiana Sia vai lançar um novo álbum, intitulado “This Is Acting”, em que canta várias músicas escritas por ela para outros artistas, mas que por algum motivo acabaram sendo rejeitadas por eles.

Em entrevista publicada ontem na revista Rolling Stone, a Sia contou que pelo menos duas das faixas desse álbum foram compostas especialmente para a Rihanna, para quem ela já havia escrito o hit “Diamonds”.

Mas o mais interessante é que a Sia revelou detalhes bem polêmicos sobre o seu processo de composição para o mais novo álbum da Rihanna, “ANTi”, que conta com produção do Kanye West.

Segundo a australiana, nas sessões que deveriam ser dedicadas à composição das músicas, nem RiRi nem o Kanye davam as caras, e apenas diziam o que queriam através de bilhetes. Olha o que a Sia falou para a Rolling Stone:

“Eles me seduzem para uma sessão dizendo: ‘Rihanna definitivamente vai estar lá’ ou ‘Kanye definitivamente vai estar lá’. Mas é hilário porque eu vou lá, mas eles quase nunca aparecem. Então eu fui até o estúdio para compor para a Rihanna, com o Kanye, e nenhum deles apareceu ou ficou por pelo menos uma hora. Eles tinham duas faixas. Eles me disseram o que queriam. Haviam bilhetes do Kanye, e eu nem me lembro sobre o que eram. Eu lembro que eu corri com a música, e pensei que havia algo divertido no refrão, mas nunca achei que essa música fosse ver a luz do dia. Meu empresário lutou para ela estar no álbum, mas eu não me importo muito com isso.”

Com essa declaração, a Rolling Stone quis saber então se a Sia não se importava com a música, que tem o título de “Reaper”, e a resposta, claro, foi a mais sincera possível.

“Eu não me importo com a música. Eu sei que isso quando impresso pega mal, mas o que eu quero dizer é que eu não estou emocionalmente ligada a ela. Eu pensava que era uma música divertida. Eu acho que é uma música boa, divertida, mas eu não esperava que estivesse no (meu) álbum. Mas meu empresário realmente gosta dela, então eu coloquei lá para ele.”

Além dessa “Reaper”, a Sia gravou uma outra música que era originalmente para a Rihanna, “Cheap Thrills”, mas essa, porém, ela adora!

“O empresário dela disse: ‘Nós queremos ‘Diamonds”. Precisamos de alma, queremos uma música que tenha algum sentido. Eu fui atrás do Greg (Kurstin, produtor), e foi isso que surgiu. Percebi assim que comecei a editar que estava um pouco brit-pop demais para ela. Tava mais para Icona Pop. Nós realmente mandamos a música para ela, mas eles rejeitaram, e aí eu simplesmente não conseguia parar de ouví-la no carro. Por alguma razão, eu realmente gostei de ficar ouvindo essa música, o que fez eu me sentir um pouco masturbatória, porque normalmente eu não saio por aí ouvindo minhas próprias músicas. Há algo realmente edificante nessa música que me deixa de bom humor, e eu gostaria de fingir que não sou eu cantando (risos). Ela soa muito bem para o verão e é bem divertida.”

A entrevista com a Sia é enorme e mega interessante, então a gente vai tentar resumir alguns outros pontos bem legais do papo com a Rolling Stone, ok?

Por exemplo, a maioria das faixas do “This Is Acting” eram para a Rihanna, e tem uma rejeitada por Shakira que realmente se parece com uma típica música da Shakira. Além disso, a Sia revelou que um tempo atrás tentou oferecer “Elastic Heart” para a Katy Perry, ela realmente a queria nessa música.

Sobre trabalhar com a Adele para o álbum “25”, Sia disse que foi legal e fácil porque as duas têm um mesmo comportamento no estúdio, são bastante dominantes. “Acho que é porque nós duas somos muito confiantes em nossas habilidades, nós somos naturalmente dominantes, de alguma forma, no que diz respeito ao nosso trabalho”, disse.

Já sobre Beyoncé, a Sia contou que tem composto pouca coisa ultimamente, mas sabe que a Queen B está mesmo gravando um novo álbum. Mas na época do álbum visual, ela compôs cerca de 25 músicas para ela, entretanto, apenas “Pretty Hurts” acabou entrando no CD.

O processo de composição para a Beyoncé descrito por Sia, aliás, é bem interessante: “é tipo um acampamento para compositores, basicamente. Ela pega todo mundo e coloca juntos. Nós todos vivemos em uma casa, juntos – cerca de cinco produtores e cinco escritores de ponta. Ela visita cada quarto e vai contribuindo, deixando a gente saber o que ela está sentindo e o que não está. Liricamente, melodicamente, qualquer coisa. Ela é muito Frankenstein quando se trata das músicas.”

Dessas 25 músicas compostas na época, pelo menos uma das rejeitadas estará nesse novo álbum da Sia, o “This Is Acting”, que tem lançamento marcado para o dia 29 de janeiro.

Para terminar, saca só essa frase da Sia sobre suas composições mais pop: “eu acho que as minhas composições para a música pop são terrivelmente de mau gosto”.

Não esquece de acessar a Rolling Stone para conferir a entrevista inteira que está completamente sensacional.

Comentários

Topo