Menu Papel POP

Daniel Radcliffe sobre masturbação na época de “Harry Potter”: “eu era como qualquer adolescente”

MAIS SOBRE:

Essa semana o ator Daniel Radcliffe bateu um papo com a revista Playboy e falou sobre vários assuntos, entre eles masturbação na sua adolescência – ou seja, na época dos filmes de “Harry Potter”.

Questionado pela revista se ele conseguia arranjar um tempinho para isso no set dos filmes, o Daniel respondeu o seguinte:

“Sim, eu era como qualquer outro adolescente nesse sentido. Minha frase favorita sobre masturbação é do Louis CK, algo como ‘eu descobri isso quando eu tinha 11 anos e desde então não perdi um dia’. Eu acho que comecei muito cedo, antes dos meus 10 anos. Mas eu não (fazia isso) quando estava no set. Eu não pensava ‘quando é Alan Rickman (Snape) vai arrasar nessa cena para que eu possa correr de volta para o meu trailer?’. Tem uma outra fala do Louis CK sobre isso: ‘o medo que você sente depois de ter batido uma é de que todo mundo vai saber o que você fez’. Teria sido constrangedor voltar ao set e olhar os dignitários da atuação da realeza britânica nos olhos, sabendo o que eu tinha feito.”

Na entrevista, o Daniel falou também sobre a peça “Equus”, em que aparecia pelado em cena quando tinha apenas 17 anos. Vê o que ele respondeu quando questionado se fazia algum tipo de “estímulo” antes de entrar em cena:

“Cara, não tive oportunidade de fazer isso. Eu ficava no palco a peça inteira e corria nu por 10 minutos numa cena sobre fracasso sexual. Mas eu já ouvi histórias sobre atores colocando um elástico em torno do pau. Se você se masturbar e, em seguida, colocar um elástico em torno da base, ele mantém o sangue lá dentro, então você bate uma e sobe ao palco. Eu teria que fazer isso com uma hora e meia de antecedência. Eu tenho certeza que eu teria acabado me castrando. Eu estava com muito e 17 anos quando fiz ‘Equus’, que é a idade em que você é mais auto-consciente. E eu estava muito consciente de que uma determinada parte do público estava indo só pra olhar o meu pau todas as noites. Olhando para trás, isso era louco. Eu tenho muito respeito por mim mesmo por ter tido a coragem de fazer isso, digamos assim.”

Comentários

Topo