Menu Papel POP

Caitlyn Jenner pode ser acusada de homicídio culposo nos EUA

MAIS SOBRE:

Cerca de seis meses atrás, quando ainda atendia por Bruce Jenner, Caitlyn Jenner esteve envolvida em um acidente de trânsito fatal em Malibu, na Califórnia.

Foi em 7 de fevereiro. O carro de Bruce colidiu na traseira do de uma mulher chamada Kimberly Howe, de 69 anos, que com o impacto acabou atravessando a pista e sendo atingida na contramão por um outro carro. Howe morreu no local.

Segundo a CNN, a investigação já chegou ao fim e ficou claro o envolvimento de Caitlyn Jenner no acidente por causa das condições da pista, apesar dela não ter ultrapassado a velocidade máxima permitida no local.

“Nós determinamos na investigação que Jenner estava numa velocidade insegura por causa das condições prevalecentes, apesar de estar dirigindo abaixo da velocidade limite”, explicou o detetive Richard Curry.

Agora, o caso será encaminhado para um procurador na semana que vem, que irá determinar se Caitlyn será acusada por algum crime.

“O caso de Jenner está indo para um procurador do distrito na próxima semana, para ver se é digno de uma acusação de crime de homicídio involuntário”, disse Curry.

Caso seja acusada e posteriormente condenada, Caitlyn poderá enfrentar até um ano de prisão por homicídio culposo, aquele em que não há a intenção de matar.

Na época do acidente, ainda como Bruce, Jenner divulgou uma declaração de pesar para a família da vítima. “Minhas sinceras e mais profundas condolências vão para familiares, entes queridos e para todos aqueles que estiveram envolvidos ou feridos neste acidente terrível. É uma tragédia devastadora e eu não posso imaginar o que esta família está passando agora. Estou orando por eles”, dizia o comunicado.

Até agora, Caitlyn Jenner não se pronunciou sobre as novidades do caso e sobre a possível acusação criminal.

Comentários

Topo