Menu Papel POP

Taylor Swift decide disponibilizar o “1989” no Apple Music

MAIS SOBRE:

Após meses de Taylor Swift insistindo em não colocar o álbum “1989” nos serviços de streaming, a Apple saiu ganhando e fará as honras. É o que a cantora anunciou hoje pelo Twitter.

“Após os eventos dessa semana, decidi colocar o ‘1989’ no Apple Music… E estou feliz em fazer isso”, disse ela no início da tarde.

No final de semana, Taylor Swift publicou uma carta à Apple se negando a disponibilizar o álbum, já que a empresa não pagaria os artistas pelos três meses gratuitos aos novos usuários. A Apple voltou atrás no dia seguinte, afirmando que fará a devida remuneração aos músicos.

Pela rede social, a cantora ainda rebateu alguns rumores sobre tudo ser uma exclusividade entre ela e a empresa: “Se vocês estão achando que isso é um contrato exclusivo, não é. Apenas é a primeira vez que me pareceu certo colocar meu álbum para transmissão”, disse.

Há ainda alguns argumentos contra a troca de mensagens entre a cantora e a Apple. O presidente da Pandora, empresa de streaming concorrente, escreveu uma série de tuítes dizendo que tudo foi um simples teatro:

“1) Spotify, Youtube, Pandora e todos os outros pagam artistas durante o período de teste e outros serviços gratuitos. É a coisa certa a fazer. 2) Swift tirou o novo álbum do Spotify não porque não é paga, mas porque ela acha que serviço gratuito “desmerece a música”, disse Tom Conrad.

Em outros tuítes, ele ainda diz que Taylor nunca tirou o álbum do Youtube, que é outra opção de streaming gratuito, e também não proibiu execução nas rádios. Ele também afirma que a atitude da Apple só deixa ela igual aos outros serviços e lucra com a indústria musical de outras formas sem remunerar artistas.

E aí, em quem acreditar?  O Apple Music estará disponível no dia 30 de junho.

Comentários

Topo