Menu Papel POP

Gretchen desabafa: “O Tidal pediu meu catálogo, mas Jay Z não merece minhas músicas”

MAIS SOBRE:

Usando um biquíni branco e uma canga amarrada na cintura, Gretchen saboreia uma água de coco enquanto sua pequena franja repicada é agitada pelos ventos do calçadão de Copacabana. “Quanto custou? Toma isso aqui, ó!”, diz, insistindo para me pagar a bebida ao tirar notas de dois reais amassadas de dentro da pochete.

Numa tarde ensolarada de terça-feira, o Papelpop sentou com Gretchen para falar sobre o futuro da indústria fonográfica e, principalmente, sobre o Tidal, o novo serviço de streaming de música lançado por Jay Z e outros artistas de peso.

“Eu não acredito no Tidal. Quem o marido da Beyoncé pensa que é? Quem ele acha que é?”, pergunta a musa do rebolado, olhando para mim com os olhos arregalados e fazendo uma grande pausa para que eu respondesse.

GRETCHEN-1

“Hein? Hein? Ele realmente precisa de mais dinheiro? E essas crianças aqui no calçadão do Rio pedindo dinheiro? Ficam sem comer?”, completa Gretchen, pondo a mão no coração e dizendo que o assunto a deixa “com muita palpitação”.

Papelpop: Gretchen, por que você não disponibilizou suas músicas para o Tidal?
Gretchen: SOU CONTRA! [Gretchen bate na mesa, fazendo meu copo de refrigerante cair na calçada] Tá tudo errado, meu povo! O Tidal pediu meu catálogo, queria minhas músicas. Encheram a porra do saco. Ligaram até pra Thami, mas ela não tinha crédito para atender e aí, enfim… Não sei como descobriram o número, mas eu disse não. Um não bem grande. Em inglês! Pra eles entenderem! Jay Z não merece ter minhas músicas. Alô, Jay Z! Você já está rico, meu querido! Isso é ganância!

Mas, Gretchen, você não acha uma ideia boa os artistas se unirem para vender as próprias músicas?
Meu querido, tem gente vendendo a própria miçanga aqui no calçadão todo dia. No meu prédio, por exemplo, a Dona Neusa vende palha italiana. Enche meu saco. Às vezes tô refogando o feijão e a velha toca a campainha. É diferente. O que esses gringos estão fazendo é unir força pra criar uma empresa, mais um monopólio. Eles estão contribuindo para o imperialismo e o capitalismo. Abaixo a Rede Globo! Impeachment do Jay Z! Fora, Beyoncé!

Gretchen, você viu que a Lily Allen…
É UMA RECALCADA! [bate na mesa, fazendo a água de coco dela cair no chão]

Calma! Deixa eu terminar…

gret

A Lily Allen criticou o Tidal assim como você está fazendo. As pessoas podem dizer que é dor de cotovelo por vocês não terem sido chamadas para fazer parte da empresa?
Mas eu ia fazer parte, sabia? O Jay Z me ligou. Ligou pra esse celular aqui anteontem. Eu perguntei se ele falava francês porque tenho francês fluente e a gente conversou bastante. Eu sou muito fã do trabalho dele e da esposa dele, mas [Gretchen grita para o dono no quiosque]… Ô, seu Matias, joga umas coxinhas com catupiry aqui pra gente?

Por que você decidiu não aceitar?
Então… Porque eu tenho outros projetos maravilhosos aqui no Brasil, país que eu amo. O Luciano vai me dar um quadro no Caldeirão ao que tudo indica. Não posso falar ainda. E a Regina me quer fixa no Esquenta… Enfim… Eu não preciso do Tidal! Você viu? Nem a Lady Gaga, que é a grande artista pop feminina da atualidade, foi nessa merda. Então por que eu iria?

De todas as divas internacionais, a Lady Gaga é a sua favorita?
Com certeza. Ela me ligou mês passado e a gente se falou por horas! É uma fofa. Eu tava fazendo unha aqui na Tonelero e vejo uma ligação internacional. Atendo e escuto aquela voz linda, dizendo meu nome perfeitamente… Não é todo mundo no Brasil que sabe falar Gretchen, sabia? É um nome americano que eu tenho…

E vocês conversaram sobre o quê?
Enfim, era um assunto privado, entre mim e ela. Sem mais.

gretchentt18

Vocês chegaram a falar de negócios? Sobre o Tidal?
Meu querido, eu quero que o Tidal vá tomar no cu dele. Eu tô cansada dessa merda dessa entrevista. Chama um táxi!

Calma, Gretchen, nós podemos mudar de assunto…
Olha só, eu vou falar sobre isso pela última vez. Eu já sabia do Tidal antes de todo mundo. Gaga me contou isso em 2005, tipo dez anos atrás.

Nossa, mas Gaga nem era uma cantora famosa na época…
Pra você ver! Eu já conhecia ela. Fui muito amiga da mãe dela em Nova York. Mas enfim… Longa história. Volta pra ontem. Depois de muito papo por telefone, eu e Gaga chegamos à conclusão de que não valia a pena pra gente. Eu disse pra ela “cai fora dessa, amiga! não vai rolar”!. Disse em inglês, claro. A gente é muito amiga.

risox

Bom, quer falar sobre projetos do futuro?
Não. É sigilo. A única coisa que posso dizer é que estou me reunindo com Luciano Huck, com a Angélica, com o Hugo Gloss, com a galera do Porta dos Fundos, com a Kéfera, a Bruna Vieira, um tal de Felipe Neto e um chamado Não Salvo e nós vamos lançar uma plataforma de streaming na internet.

Nossa! Que novidade maravilhosa! Vai ser de música?
Não. Vai ser a primeira plataforma de vlogs, só com influenciadores, dando conteúdo em vídeo exclusivo sobre a vida deles. Vai ter também foto porque algumas influenciadoras estão no Instagram. O usuário paga 99,99 por mês e tem acesso à vida de muitos influenciadores. Eu mesma vou criar meu vlog para estar lá.

Nossa, Gretchen, isso é muito melhor que o Tidal! Já estou dando meu dinheiro todo para vocês…

gretchen

(a gente não precisa dizer que essa idiotice é 1º de abril, né?)

Comentários

Topo