Menu Papel POP

Madonna disponibiliza curta do “Secret Project” no Youtube

O “Secret Project” de Madonna já está disponível para download gratuito na internet, mas a cantora também publicou, nesta madrugada, o vídeo na íntegra no Youtube. O projeto consiste em um curta-metragem de 17 minutos co-dirigido pela cantora e pelo fotógrafo Steven Klein, que tem como objetivo combater a opressão.

O vídeo é inteiro em preto e branco e repleto de performances de dança. Madonna intercala entre o papel de uma prisioneira sofrendo em uma cela, e o de uma carcereira/assassina atirando em seus “companheiros”.

Durante o vídeo, a Rainha do Pop discursa sobre a opressão e ataques contra a liberdade de expressão no mundo. “Eu quero começar um revolução. Democracia parece não existir mais. A liberdade de expressão soa mais como um slogan. A revolução não será um aplicativo, não estará disponível na internet. Esta será a revolução de pensar por si mesmo. De ter sua própria opinião. Será a revolução do amor”, discursa a cantora.

O final do curta traz a seguinte mensagem: “este filme é dedicado àqueles que foram perseguidos, estão sendo perseguidos, ou podem vir a ser perseguidos. Por causa da cor da sua pele, sua religião, sua expressão artística, seu gênero ou sua preferência sexual. Qualquer um cujos direitos humanos tenham sido violados”.

Madonna também disponibilizou no Youtube, uma entrevista de quase 40 minutos com Eddy Moretti, editor da revista VICE, em que ela discute as ideias que inspiraram o projeto.

O “Secret Project” está disponível para download gratuito através do BitTorrent. Junto com o curta, os fãs receberão fotos e os trailers do projeto em alta definição. Quem registrar uma conta de e-mail, também pode baixar a entrevista e duas mensagens escritas por Madonna e Steven Klein.

A ideia é que o projeto alcance um status global e colaborativo. Para isso, qualquer pessoa pode enviar vídeos, fotos, textos e fotografias através do site Art For Freedom, criado pela cantora e pelo fotógrafo, ou utilizar a hashtag #artforfreedom nos seus trabalhos.

Comentários

Topo