Menu Papel POP

Representatividade da comunidade LGBT aumenta na TV americana, diz estudo

Este post não contém tags.

A pesquisa Where We Are on TV, feita pela ONG GLAAD, aponta que a representatividade da comunidade LGBT na TV americana aumentou em 2018, quando comparado com o ano passado.

Levando em conta a TV aberta e a cabo e serviços de streaming, a representação LGBT chegou a marca de 8,8%. Um recorde para os dados que, em 2017, bateram a marca de 6,4%.

Esse novo dado significa, na prática, de que, entre todos os personagens regulares que apareceram na TV, em 2018, 8,8% deles representavam a comunidade LGBT.

A porcentagem ainda é pequena, mas é a maior alcançada até hoje.

Para além da orientação sexual, o estudo ainda apresentou quais raças são mais representadas nestes canais de comunicação e se os personagens são majoritariamente masculinos ou femininos.

Dados mostram que mais de 50% dos personagens LGBTs na TV americana não são caucasianos, indicando um avanço também neste quadro.

Melhorando ainda mais, o número de personagens LGBTs por lá são divididos igualmente entre homens e mulheres, indicando uma melhora significativa em relação à 2017, que mostrava apenas 45% de personagens femininos pertencentes à comunidade.

Das emissoras de TV aberta e dos serviços de streaming, a Netflix é a que apresenta um maior número de personagens LGBTs em suas obras. Já pela TV a cabo, quem domina em número de representatividade é o canal FX.

Aos poucos, tudo vai melhorando, né? <3

 

Comentários

Topo