Menu Papel POP

Prêmio Multishow 2018: Iza, Pabllo e Ivete brilham em noite marcada por discurso político

Se uma frase pudesse sintetizar o Prêmio Multishow, sem dúvida, esta seria: que momento! A noite já começou em clima de expectativa no Red Carpet. Por lá passaram só ícones, como a Iza, que chegou já deixando a gente sem fala, sem ar, de tão estonteante.

Como parte da celebração de 25 anos de existência do prêmio, enquanto a galera chegava, rolavam simultaneamente shows no lado de fora. As meninas do Rouge, que levaram o prêmio de Melhor Grupo, por exemplo, chegaram mostrando uma canja daquela que seria uma das principais pautas da noite: a política.

Além de cantar alguns de seus maiores hits ao lado das colegas, saca só como a Aline subiu ao palco: com um roupão que trazia nas costas o nome de Marielle Franco.

Já lá dentro, às 22h em ponto, Anitta abriu a apresentação com um medley de grandes sucessos da música brasileira. Teve música pra todos os gostos! Ela cantou funk, músicas nostálgicas, clássicos da MPB… foi a gente que pediu sim!

Kevinho também roubou a cena ao apresentar uma selação de hits como O Grave Bater e Mexe Encaixa em versões 1950’s. A gente aposta que por essa vocês não esperavam:

Mas a grande atração da noite foi um anjo que desceu dos céus. Um anjo chamado Pabllo Vittar. Ela começou cantando Indestrutível e falando sobre o que considera ser revolucionário.

Mas foi já no palco principal que Pabllo botou fogo em tudocom um medley cheio de remixes de seus principais sucessos, antes de cantar o hit Problema Seu.

A apresentação foi marcada por uma série de problemas técnicos no retorno, mas olha… nada tirou o brilho do ícone, que ainda saiu do palco em tom de protesto, com um sonoro ELE NÃO!

O sertanejo também teve o seu momento! Marília Mendonça, que não estava no local, levou dois prêmios para casa, incluindo o de Melhor Show.

Reforçando o teor político da noite, seu representante, o presidente da Som Livre, Marcelo Soares, expressou seu descontentamento com as ameaças recebidas pela cantora após se posicionar contrariamente a um dos candidatos à presidência da República. Força, ícone!

Logo em seguida, o prêmio de Melhor Disco do ano foi para Anelis Assumpção, com o maravilhoso Taurina. Dedicando o prêmio a Elza Soares, Assumpção estalou os dedos pra gente acordar: há muita coisa boa rolando por aí e a gente precisa valorizar artistas além mainstream!

“É importante que exista essa categoria para que artistas tenham seus trabalhos reconhecidos de alguma forma.”

Lembra da Iza que chegou deslumbrante? No palco ela surgiu acompanhada por um coral, vestida toda de vermelho. Também apareceram dançarinos de capoeira e funcionou tudo tão bem, ficando tudo tão belo que a gente não quer sequer comentar nada além disso.

O ideal é que você assista, porque Iza é mesmo indescritível. Que artista!

Mas olha, os grandes momentos da noite (ou os que mais chocaram viriam a seguir). Depois de acompanhar a performance do Luan Santana sentadinha ao lado do cantor, Anitta flertou com um dos membros da banda Atitude 67… até que… O RAPAZ SUBIU AO PALCO E BEIJOU A CANTORA!

Com esse clima de romance no ar, nada melhor do que curtir a apresentação dos Tribalistas, um dos pontos altos da premiação. Embalados tanto por clássicos quanto por canções atuais (no geral, são todos hits), o trio colocou todo mundo em um clima de harmonia e amor absolutos <3

A cereja do bolo veio no final, quando a homenageada da noite, Ivete Sangalo, subiu ao palco. Antes, ela já tinha apresentado o The Voice e saiu correndo para tocar, assim como a maioria dos colegas, um medley com seus sucessos. No palco, ela foi recebida por Carlinhos Brown e, mal terminada a apresentação, ela se jogou na galera hahahaha

Agora segura esse live! Já deu curiosidade pra saber o que vem no ano que vem, né?

Comentários

Topo