Menu Papel POP

Conheça: Lova é um cristal pop sueco que quer inspirar enquanto faz música pra dançar

MAIS SOBRE:

Uma coisa é certa: a música pop tem entregado artistas cada vez mais jovens e mais interessantes pra gente ouvir. Da Suécia, por exemplo, além da Tove Lo e da MØ, outro nome vem fazendo bastante sucesso: Lova.

Com músicas super dançantes, a cantora que tem só vinte aninhos acaba de lançar o EP Script Reality. O material é seu debut na música e vem com seis faixas que não só conversam com temas como amor próprio, como também trazem um objetivo bem definido: inspirar!

Foi justamente para tentar entender as engrenagens desse trabalho, as expectativas dela para daqui para a frente e o que mexe com sua sensibilidade na hora de criar que a gente falou com ela!

Vem ler esse papo!

PAPELPOP: Você tá lançando agora “Impress Myself” como seu terceiro single! Está animada?

LOVA: Eu estou muuuuito animada. Finalmente! Eu esperei por muito tempo, estou muito ansiosa. Igual às outras, essa música é muito para dançar. Só que dessa vez ela é mais nostálgica. Algo mais do tempo da escola.

Eu li a letra e percebi que você fala de algo muito pessoal, né? Como a música surgiu?

A letra fala muito sobre olharmos para nós mesmos e perceber que somos a coisa mais importante para nós. Enquando você for verdadeira com você e se amar, você não precisa da validação de ninguém, nem de curtidas ou comentários. Se você se ama, você não precisa impressionar ninguém.

“Insecurities” também trata de algo similar, né? Você acha importante artistas pop se abrirem mais sobre problemas que passam?

Isso é imensamente importante para mim e me inspira muito! Eu tive uma fase muito difícil no ano passado, com problemas de saúde mental, transtornos alimentares e realmente fechei meu coração. Hoje, vejo também muitos amigos meus passando por isso e muitos falam sobre, mas também há que tenha vergonha. Sinto que tenho a responsabilidade de abordar esses temas em minhas músicas. Ainda mais se tratando de música pop que às vezes pode ser muito superficial. Por isso, gosto de ser honesta em minhas músicas.

Você consegue enxergar suas músicas inspirando pessoas já?

Sim! Eu consigo e isso é o maior resultado do meu trabalho. Quero inspirar pessoas e fazê-las se sentirem mais confortáveis para falar dos problemas delas, para estarem mais abertas, para se amarem mais. E ver que tem gente se sentindo inspirada pelas minhas letras… Não consigo nem explicar o que sinto.

Eu acho muito legal que, ao mesmo tempo, as músicas são super dançantes!

Quando comecei a compor minhas músicas, a sonoridade era diferente, meio sombria. Super dramática. Mas assim… Eu tenho 22 anos, me machuco, componho, coisas acontecem, a gente aprende com nossos erros e, claro que tudo é muito dramático, mas não devemos nos levar tão a sério. Então comecei a querer que minha música fosse algo mais balanceado. Ela foi ficando mais cativante, divertida, leve. Para demonstrar esse equilíbrio. Precisamos falar sobre certos assuntos, mas não precisa ser pesado.

Quais artistas andam te inspirando?

Eu ando muito inspirada pela Julie Michaels! Eu digo isso sobre todos que gosto mas eu realmente quero muito trabalhar com ela. Ela pensa as mesmas coisas que eu e tem composições muito bem construídas sobre ansiedade, ser vulnerável, e ainda assim as músicas são super para cima. Ela me inspira muito.

E você já está fazendo shows, né? Como está sendo?

Sim! Eu estou para Londres fazer um show e toquei num festival em Estocolmo. Já fiz vários festivais nesse último verão e tem sido surreal e muito divertido! Isso me deixa um pouco nervosa mas estou adorando, é ótimo poder encontrar as pessoas que estão ouvindo a sua música.

Você conhece o Brasil? A cultura daqui, ou a música talvez?

Na verdade, eu fui ao Brasil quando eu tinha 6 anos! Foram duas semanas, durante a virada do ano, e meu deus!! Foi incrível, eu consigo me lembrar de cada detalhe! Tenho muitas fotos dessa época.

Legal, Lova! Espero que você volte e seja para todo mundo te ouvir ao vivo dessa vez.

Sim, eu adoraria!

Comentários

Topo