Menu Papel POP

Dave Grohl relembra climão com James Corden após Carpool Karaoke do Foo Fighters

O episódio do Carpool Karaoke com Foo Fighters não rendeu desdobramentos muito amáveis, segundo Dave Grohl. O cantor disse em entrevista nesta semana que o apresentador James Corden enviou a ele um textão após ter lido entrevistas em que a banda dizia que a experiência no carro teria sido “desconfortável”.

Para quem não sabe, essa tour começou com a publicação de uma entrevista do guitarrista Pat Smear à NME:

“Depois da terceira hora no carro daquele cara tudo se tornou um tanto menos divertido. E as coisas foram simplesmente passando. Quando paramos no Guitar Centre, parecia que tinha acabado e então soubemos que apenas a metade tinha sido concluída”.

No episódio, só hits! O grupo cantou “All My Life”, Best Of You”, “Learn To Fly On” – mas na realidade, queriam ter cantado músicas de outras pessoas. Saca só o que o Dave Grohl disse que poderia ter salvado a experiência:

“Eu poderia ter feito aquilo o dia inteiro. Nós cantamos Ramones, Rick Astley e depois eles cortaram. Não sei por que”.

Relembrando a reação de James Corden sobre os comentários feitos, o cantor disse que não demorou muito a receber uma resposta.

“Recebi uma mensagem dele no dia seguinte. James disse algo do tipo: “Que porra é essa, cara?” e eu fiquei “Ai, meu Deus! Ai, meu Deus! Ai, meu Deus!”

Mas tudo ficou bem e Dave disse, descrevendo James como um cara doce, que conseguiu explicar as coisas com um pouco mais de clareza:

“O que nós estávamos tentando dizer era que sentar naquele carro e tentar cantar nossas próprias canções não era tão divertido como seria se estivéssemos cantando músicas do Queen, do Led Zeppelin ou dos Beatles. Seria muito melhor. Mas sentar lá e cantar as nossas próprias… nós nos sentimos estranhos”.

Vem relembrar o episódio:

Comentários

Topo