Menu Papel POP

Hayley Kiyoko critica a letra de “Girls”: “marginaliza a ideia de uma mulher amando outra”

Ontem, sexta-feira (11), Rita Ora lançou “Girls”, música feita em parceria com Cardi B, Charli XCX e Bebe Rexha.

Entretanto, Hayley Kiyoko não curtiu muito a letra do single.

Sem mencionar nomes, a cantora criticou a faixa em um post no seu perfil no Instagram, dizendo que a canção acaba, de certa maneira, reforçando preconceitos contra a comunidade LGBTQ+. “Uma música como essa somente alimenta o olhar masculino e marginaliza a ideia de uma mulher amando outra”, escreveu.

“Eu sei que essa não foi a intenção das artistas da música, mas a falta de consideração por trás da letra está realmente me pegando”, continuou. “Eu não preciso beber vinho para beijar garotas.”

Hayley termina alertando sobre o perigo de letras como a da música: “invalida completamente o amor puro da nossa comunidade”.

Veja o post completo:

“É importante para nós artistas usarmos nossas plataformas para tentar instigar a cultura. Tem uma nova música que saiu hoje com uma colaboração de várias mulheres bem conhecidas do pop que me mergulhou em pensamentos. Eu literalmente estou com um nó na garganta agora. Para ser clara, eu apoio totalmente que outros artistas tenham total liberdade de expressão e aplaudo artistas homens e mulheres que são abertos sobe suas identidades sexuais. No entanto, acontece com frequência que algumas músicas tenham mensagens francamente surdas, que fazem mal para a comunidade LGBTQ+. Uma música como essa somente alimenta o olhar masculino e marginaliza a ideia de uma mulher amando outra. Eu sei que essa não foi a intenção das artistas da música, mas a falta de consideração por trás da letra está realmente me pegando. Eu não preciso beber vinho para beijar garotas. Eu amo mulheres por minha vida inteira. Esse tipo de mensagem é perigosa porque invalida completamente o amor puro da nossa comunidade. Eu sinto que tenho a responsabilidade de nos proteger o quanto posso. Nós podemos e vamos fazer melhor”

Ouça a faixa:

Comentários

Topo