Menu Papel POP

Rihanna, Katy Perry, Ariana, Lana e + deixam de seguir Kanye West no Twitter

MAIS SOBRE:

O bom do Kanye West ter dito que não se importa com o que acham das suas opiniões é que ele nem vai ficar chateado por ter perdido vários seguidores no Twitter após falar que gosta do presidente norte-americano Donald Trump.

E foram muitos mesmo. Segundo o USA Today e Uproxx, o rapper tinha quase 28 milhões de seguidores na rede social antes de postar tuítes pró-Trump, como uma imagem dele usando o chapéu com a frase “Make America Great Again”, slogan da campanha do presidente. Após a postagem, Kanye ficou com 18.8 milhões.

Antes:

Depois:

Várias celebridades estão entre os que deram unfollow em Yeezy. Já tem gente fazendo uma lista de acordo com o que cada fanbase está dizendo – já que eles ficam sempre monitorando as redes sociais dos seus artistas prediletos – e até o momento ela conta com Ariana Grande, Justin Bieber, Katy Perry, Rihanna, Lana Del Rey, Drake, BTS, Nicki Minaj e outros.

West afirmou hoje que Trump é um irmão para ele:

“Você não precisa concordar com Trump, mas a multidão não vai me impedir de amá-lo. Temos a mesma energia de dragão. Ele é meu irmão. Eu amo todo mundo. Não concordo com tudo que qualquer pessoa faz. É isso que nos torna indivíduos. E nós temos o direito de ter pensamentos independentes. Se o seu amigo pular de uma ponte, você não precisa fazer o mesmo. Eu sendo eu é uma luta para você poder ser você. Metade das pessoas na minha vida gosta de Trump e metade não gosta, mas eu não digo a alguém que apoia a Hillary [Clinton] para deixar de apoiá-la. Eu a amo também.”

Ao menos um famoso está defendendo Kanye: Chance the Rapper. Ele falou que o colega não está nem um pouco afetado com as alegações de quem põe em questão sua sanidade mental, e postou: “Negros não precisam ser democratas.

Comentários

Topo