Menu Papel POP

No roteiro da série animada do Deadpool, quem mordeu a Beyoncé foi Jennifer Lawrence

Ia ter uma série animada do “Deadpool”, escrita por Donald Glover (sim, o Childish Gambino, o ator de “Community” e “Atlanta”) e seu irmão Stephan Glover. Ia porque, essa semana, o canal FX anunciou que nenhum dos três está mais envolvido com o projeto por conta daquelas famosas “diferenças criativas”.

Nessa quarta, Donald Glover foi pro twitter deixar claro que o que fez o projeto ir pro saco não foi o fato de ele estar “muito ocupado”. Pra provar, inclusive, ele liberou um roteiro de 15 páginas que seria do último episódio da série e, olha, parece que não só ele não tá muito ocupado como tava trabalhando nele ainda nessa semana.

No Kenya, com um trabalho de proteger um rinoceronte e sendo pago em BitCoin, o mercenário tá
conversando com o Grande Maluco Grego sobre o job quando interrompe a conversa mandando um “OH MY GOD!”. O tal grego pergunta se ele viu um rinoceronte (que ele chama de “grande unicórnio de pele de saco cinza”), mas ele só tava dando aquela olhada nas notícias no celular quando leu que a atriz Sanaa Lathan mordeu a cara da Beyoncé.

“Pera. Ah, não, ainda bem. Foi a Jennifer Lawrence. Eu já odeio ela, tá tudo bem”.

Apesar de Sanaa Latham ter negado ser a responsável pela mordida, Jennifer Lawrence também disse que não foi ela, o que significa que talvez o nosso herói tivesse alguma outra surpresa numa segunda temporada, se ela existisse. :)

Quem quiser ler as 15 páginas do roteiro, que eu aaaacho que não era lá muito oficial, em inglês, nas quais o Deadpool diz que não tá chateado com “todo esse negócio de cancelamento” (“é mesmo um bom momento pra ter um cara branco, violento e amante de armas na TV? Outro além do PRESIDENTE”) e questiona se não tem racismo envolvido (“todos os roteiristas eram negros… E as referências também. Talvez a gente tivesse alienando a audiência branca? Não. A gente fez todo um episódio sobre yoga. Damn”), é só seguir essa thread aqui embaixo. :)

Comentários

Topo