Menu Papel POP

Joey Pollari, ator de “Com Amor, Simon”, fala sobre sair do armário

Um dos atores do filme “Com Amor, Simon”, sobre o garoto do título que precisa descobrir como se revelar gay para a família e amigos ao mesmo tempo em que conversa por email com um menino anônimo também gay, falou recentemente sobre sua própria experiência em relação a assumir sua sexualidade.

Joey Pollari, o Lyle – um dos garotos que Simon acredita ser a pessoa com quem ele se comunica pela internet -, falou recentemente ao The Advocate sobre sua jornada de auto-descoberta e como o filme é importante.

A experiência [de Simon] foi igual a minha“, disse Pollari, que se assumiu para a família e amigos aos 18 anos – hoje ele tem 23. “Acho que de certa forma todos eles já sabiam. Só umas duas pessoas ficaram chocadas. A única parte que foi difícil para mim foi me assumir para mim mesmo. Minha mãe sabia. Ela jogava umas indiretas para mim.

Apesar do apoio das pessoas mais próximas a ele, Pollari ficou com medo.

“Eu tinha vergonha de mim mesmo. Acredito que um sistema de poder, de patriarcado e masculinidade me impactou. A maior dificuldade foi que [ser gay] não batia com a minha ideia de quem eu era. Parecia contradizer com o futuro que eu imaginava para mim.”

Ele acredita que a grande questão do filme não é o fato do personagem principal se revelar gay, mas sim a “narrativa de encontrar amor e se amar.”

“Toda história de amor, seja gay ou hétero, precisa vir da saída de algum armário, de superar algum medo e entrar em um outro território. Essa história só deixa isso um pouco mais explícito e faz uma ligação com a experiência gay.”

“Com Amor, Simon” chega aos cinemas no dia 5 de abril, com pré-estreias selecionadas no dia 22 de março.

Comentários

Topo