Menu Papel POP

Diretor de “Mãe!” explica o significado definitivo do filme

“Mãe!” foi o filme mais controverso de 2017. Muitos odiaram, outras amaram e significados surgiam pela internet enquanto o diretor Darren Aronofsky não entregava completamente o que quis mostrar com o trabalho. Após o assunto esfriar, ele resolveu contar tudo.

No filme, Jennifer Lawrence vive numa casa com Javier Barden. Quando finalmente parece que eles atingiram o sossego, Barden começa a receber convidados e isso agride toda a privacidade da atriz em níveis violentos.

“Quis fazer um filme sobre a Mãe Natureza e como a tratamos”
, contou num painel da SXSW ontem. “A forma como eu vejo a gente tratar a Mãe Natureza é completamente desrespeitosa. Nós violentamos ela, a estupramos, a chamamos de suja. Por isso Jennifer [Lawrence] interpretou a personagem daquela forma. Há muita emoção”.

Aronofsky também confirmou as referências bíblicas e a representação de Javier Barden como Deus. “Eu olhei a Bíblia e vi como o Deus do velho testamento e descrito. Quando você pensa nesse Deus, se você não ora por ele, ele te mata. Que tipo de personagem faz isso? Para mim, isso foi sobre traduzir aquilo para uma emoção humana”.

E ele ainda entregou a fórmula para vivermos tudo na pele de Jennifer Lawrence: “Só há três tipos de enquadramento nesse filme. A câmera estava sobre o ombro ou acima da cabeça de Jennifer. No geral, ela iria para trás e para frente. E então, temos o ponto de vista dela. Não há nenhum plano aberto no filme todo”.

Ou seja, em todo filme, ou enxergamos extremamente perto dela ou então em primeira pessoa. Genial! Você tinha alguma outra interpretação para o filme?

[Fonte: Variety]

Comentários

Topo