Menu Papel POP

Criador da HQ de “Walking Dead” analisa a (futura) morte da série

MAIS SOBRE:

[ATENÇÃO! ESSE TEXTO CONTÉM SPOILERS PARA QUEM NÃO ESTÁ A PAR DA OITAVA TEMPORADA DE ‘THE WALKING DEAD’]

.
.
.
.
.
.
.

Quem está atualizado com “The Walking Dead” sabe da morte iminente de um dos personagens que estão na série desde a primeira temporada. No último episódio do seriado antes do hiato, Carl (Chandler Riggs) foi mordido por um zumbi e seu destino já está definido.

Como “The Walking Dead” retorna em fevereiro justamente com o episódio onde veremos Carl pela última vez, a Entertainment Weekly foi perguntar para Robert Kirkman, criador dos quadrinhos nos quais a série se baseia, sua opinião sobre a futura morte do personagem — que está vivíssimo nas HQs e tem papel central nelas.

No começo eu pensei, ‘Bem, é uma morte importante, sabe?’ Eu fiquei um pouco apreensivo. Mas depois que [Scott M. Gimple, showrunner da série] me explicou quais eram seus planos a longo prazo, as consequências disso, e as coisas que acontecerão, eu concordei“, ele disse.

“Sei que muitos fãs online ficaram bem chateados, mas essa é a intenção. Nós não devemos ficar felizes com a morte dos personagens. Nós devemos ficar preocupados e esperar o que vem depois. Isso mostra que você está envolvido e interessado. Nosso trabalho agora é entregar isso e cumprir esse interesse, e provar que essa foi uma decisão que valeu a pena tomar. É o que temos que fazer.”

Kirkman também falou sobre o último episódio de Carl:

“É uma grande homenagem a Carl e a Chandler. É definitivamente o melhor trabalho dele. Sua atuação nesse episódio é absolutamente incrível, algo do qual ele deve se orgulhar muito. Acho que as pessoas vão falar sobre esse episódio por bastante tempo.”

E sobre as próximas mudanças da série em relação aos quadrinhos, o criador comentou:

“Há grandes histórias por vir que você pensa que serão muito alteradas por causa da ausência de Carl. Mas nós sabemos que essas tramas vêm chegando há anos. Temos planos para que tudo funcione. A perda de Carl não significa necessariamente que vamos perder grandes histórias da HQ. Isso significa que haverá algumas diferenças. O objetivo é que essas diferenças sejam tão emocionantes para o público quanto são para mim.”

Comentários

Topo