Menu Papel POP

Salma Hayek revela que foi assediada por Harvey Weinstein: “Disse não um milhão de vezes”

Em entrevista para o The New York Times, a atriz Salma Hayek revelou que já foi assediada pelo produtor de Hollywood Harvey Weinstein.

Segundo Hayek, os assédios ocorreram durante as gravações do filme “Frida”, em 2002, o qual foi produzido pela Miramax, produtora de Weinstein na época. “Harvey me ameaçava constantemente durante a produção, me fazendo o alvo de sua ira maquiavélica. Eu não acho que ele odiava nada tanto quanto a palavra ‘não’. Eu disse não para ir para o banho com ele, disse não para uma massagem, não para sexo oral, não para tantas outras coisas, não um milhão de vezes”, contou a atriz.

Ela ainda revelou que, depois, o produtor se vingou, não chamando ela para seus próximos filmes e até ameaçando-a de morte. “Nos olhos dele, eu não era uma artista. Eu sequer era uma pessoa. Eu era uma coisa: não um ninguém, era um corpo.”

Entretanto, Salma se mostra esperançosa por mudanças diante das inúmeras denuncias feitas por outras atrizes. “Nesse momento da nossa história, finalmente estamos encarando um vício que foi considerado socialmente aceitável por anos, e que humilhou milhões de mulheres como eu. Eu me sinto inspirada por aquelas que tiveram coragem de levantar sua voz”, conclui.

 

Comentários

Topo