Menu Papel POP

A Lorde previu o que ia rolar em 2017 com um tweet em janeiro

A Lorde percebeu nesta quarta-feira (6) que um tweet dela de janeiro previu o que aconteceria em 2017.

A mensagem que ela resgatou de janeiro dizia o seguinte: “Estes velhos homens no poder vão enfrentar uma grande tempestade que está chegando, do tipo que eles nunca compreenderão.”

No fim ela estava certa, pois só neste ano tivemos Bill Cosby enfrentando julgamento por acusações de estupro; o poderoso de Hollywood, Harvey Weinstein, vendo sua derrocada após receber inúmeras acusações de assédio; outros atores passando pelo mesmo, como Kevin Spacey; e até políticos americanos tendo que renunciar ao cargo após serem expostos.

Essa série de denúncias contra homens poderosos foi de impacto tão grande em 2017, que a revista Time inclusive escolheu como personalidade do ano “as pessoas que quebraram o silêncio” sobre assédios e abusos sexuais.

A publicação trouxe na capa da sua edição especial nesta semana cinco mulheres: Ashley Judd, Taylor Swift, Susan Fowler, Adama Iwu e Isabel Pascual. Ashley foi a primeira atriz a denunciar o produtor Harvey Weinstein no The New York Times, enquanto Taylor foi processada por um radialista que a tocou inapropriadamente e venceu o caso. Susan era engenheira do Uber e denunciou seu chefe por assédio e fez com que outros funcionários da empresa fizessem o mesmo até ele ser afastado.

Comentários

Topo