Menu Papel POP

“Quando era muito magra, quis me matar”, diz Kelly Clarkson sobre época difícil da carreira

MAIS SOBRE:

Quem acompanha a carreira da Kelly Clarkson sabe que ela fala abertamente sobre o distúrbio alimentar que sofreu no passado. Agora, prestes a lançar o disco “Meaning of Life”, ela conta para a revista Attitude que passou por uma pressão para se manter magra e isso não foi há tanto tempo assim.

“Quando era muito magra, quis me matar. Eu me sentia miserável, por dentro e por fora, durante quatro anos da minha vida. Mas ninguém ligava, porque esteticamente, meu corpo fazia sentido”, disse para a revista.

Foi uma época sombria para mim. Pensei que a única saída era largar tudo. Eu machuquei meus joelhos e pés porque tudo o que fazia era colocar meus fones e correr. Eu ficava na academia o tempo todo. Estive cercada de pessoas negativas, e consegui sair disso porque eu estava com muitas pessoas ótimas também.

Na entrevista, ela também conta que superou o distúrbio na época do álbum “My December”. “Tem uma música chamada ‘Sober’ com o trecho ‘arranquei as ervas daninhas e mantive as flores’, e eu vivi minha vida seguindo isso porque você é as pessoas nas quais você se cerca”.

É outro desabafo sobre a pressão de se manter magra. Nós já vimos também o quando a Kesha sofreu com isso. Tá na hora de ver que o corpo bonito é aquele corpo que deixa a pessoa feliz, né?

Kelly Clarkson vai lançar o álbum “Meaning of Life” nessa sexta! Animados?

Comentários

Topo