Menu Papel POP

Lena Headey revela que também sofreu assédio de Harvey Weinstein

A atriz Lena Headey, que interpreta a Cersei de “Game Of Thrones”, revelou nesta terça-feira (17) que também foi assediada pelo produtor de cinema Harvey Weinstein.

A atriz é mais uma entre as inúmeras artistas que, recentemente, vêm se manifestando revelando ter sofrido algum tipo de assédio por Harvey, o qual, inclusive, foi expulso da Academia do Oscar.

Lena fez quatro posts em seu Twitter com prints de textos contando a história.

Veja os tuítes:

“A primeira vez que eu conheci Harvey Weinstein foi no Festival de Veneza. Os Irmãos Grimm estava passando lá (durante a filmagem, o diretor Terry Gilliam me submeteu a um interminável bullying). Em certo momento, Harvey pediu que eu fosse até um local com ele, perto de um lago. Eu fui e ele fez um comentário sugestivo. Eu apenas ri e fiquei chocada. Me lembro de pensar: ‘Isso só pode ser uma piada’. Disse algo como: ‘Ah, vamos lá, cara! Seria como beijar meu próprio pai! Vamos só pegar um drink e conversar com o pessoal’. Nunca mais fiz outro filme com ele.
A segunda vez que eu o encontrei foi em Los Angeles. Anos depois. Eu sempre tive a impressão que ele nunca mais tentaria algo comigo de novo, não depois de eu ter rido da proposta dele e dito não. Eu acreditava que ele tinha detectado e respeitado a barreira que eu coloquei para a nossa relação profissional. Ele me convidou para um café da manhã. Comemos, falamos sobre filmes. Ele me perguntou algumas coisas sobre minha vida amorosa, e eu mudei de assunto rapidamente. Então ele foi ao banheiro. Quando voltou, disse para subirmos ao seu quarto de hotel, porque ele queria me entregar um roteiro. Fomos até o elevador e lá dentro a energia mudou. Meu corpo todo ficou em alerta. Eu disse para Harvey: ‘Eu não estou interessada em nada a não ser trabalho, por favor não pense que eu entrei aqui com alguma outra razão, nada vai acontecer’. Eu não sei o que me possuiu para eu falar aquilo, mas eu tinha um senso forte de ‘não chegue perto de mim’.
Ele ficou calado depois que eu disse isso, furioso. Nós saímos do elevador e andamos até seu quarto. Ele me empurrava com as mãos nas minhas costas, sem falar nada. Eu me senti completamente sem poder nenhum. Ele tentou entrar mas sua chave falhou. Então ele ficou realmente raivoso. Ele pegou em meu braço, apertado, e me conduziu de volta para o elevador e até a recepção do hotel. Pagou pelo meu carro de volta e sussurrou no meu ouvido: ‘Não conte isso para ninguém, nem seu empresário’. Eu entrei no carro e chorei.”

Comentários

Topo