Menu Papel POP

No Rock in Rio, Karol Conka discursa contra o machismo e a “cura gay”

Karol Conka dividiu o palco Sunset do Rock in Rio neste sábado (23) com o duo colombiano Bomba Estereo, e aproveitou para fazer discursos em prol da igualdade e diversidade.

Na hora de apresentar seu último single, “Lala”, ela falou sobre a liberdade sexual das mulheres. “Tem muitos homens com medinho de fazer ‘lalá’. Muitos caras usam a boca pra falar merda, mas não pra fazer o trabalho direito lá embaixo, entendeu? Falo mesmo! E saem pagando de machão. Para com essa língua de gesso, Brasil! O prazer da mulher não pode ser censurado, como aconteceu com meu clipe.”

A cantora ainda aproveitou para criticar a homofobia e a decisão da justiça que permite que psicólogos possam tratar gays e lésbicas como “doentes”, antes de interpretar “Tombei”. “A gente tá aqui nesse palco pra representar a diversidade. O amor é a única e verdadeira cura pra uma das doenças mais graves da humanidade, que é a homofobia. Então, meus queridos, fodam-se eles. A gente tem mais força que isso. O nosso amor é muito maior que o machismo e a homofobia. Barulho pra nós.”

Comentários

Topo