Menu Papel POP

Vazar? Nada é por acaso

Eu ainda custo a acreditar na história da troca de uma reprise por um episódio inédito de “Game of Thrones”. Não é possível que uma das séries mais importantes e rentáveis do mundo caia de uma maneira tão amadora, por um mero erro humano. A HBO soltou uma nota falando sobre o caso para tentar contornar: “Estamos cientes que o próximo episódio de ‘Game of Thrones’ foi acidentalmente postado por um breve momento nas plataformas da HBO Nordic e na HBO Espanha. O erro parece ter sido originado através de uma revendedora parceira e o episódio foi removido logo que ficamos sabendo do ocorrido.”

Cada episódio custa em torno de 30 milhões de reais. Trinta milhões! Ter uma troca de horários de uma exibição é coisa séria. Publicidade, editoriais, acordos comerciais e mais uma lista de compromissos devem ter sido aniquilados com esta falha. Pensando por outro lado: E se o vazamento foi proposital?

gameofthrones

Normalmente, “Game of Thrones” fica entre os assuntos mais comentados entre domingo e segunda, mas com a antecipação do episódio, a série foi um dos assuntos mais comentados por mais de uma semana. Isso causou um buzz interessante e teve um bom impacto na audiência na TV. Ao invés de ter uma queda de pessoas assistindo à série, ela teve um desempenho melhor que nas últimas semanas. Talvez a galera que baixou, ligou a TV para se certificar de que era o episódio mesmo em questão.

Vazar é um verbo que está fincado no cenário pop. Quase toda semana é enviada alguma foto, vídeo ou um arquivo de zip com um disco mixado e finalizado para alguma pessoa em especial para compartilhar. A ansiedade dos fãs de alguma cantora como Madonna ou Beyoncé é comparável a de um fã de “Game of Thrones”. Por exemplo, se tivermos o vazamento de qualquer trecho de clipe ou música de alguma delas, a internet vai abaixo. Em poucos minutos, teremos algumas críticas de publicações, youtubers gravando reações, análises minuciosas feitas pelos fã-clubes e teorias da conspiração sobre o novo tema.

LANA_DEL_REY_NEW_ALBUM_630

Ter alguma música solta pelo vasto mundo da internet é algo difícil de acontecer sem o aval da gravadora, produtora e artista. Por mais que todo mundo tenha algum celular que faça uma captação decente de áudio e vídeo, deve rolar um cagaço para quem faz parte de uma equipe grande soltar algo. Por mais que a pessoa possa ganhar um dindim ou relevância nas redes sociais, soltar alguma informação privilegiada é colocar sua carreira em risco. Quem vai querer contratar aquela pessoa que, por descuido, liberou uma música ou capa de algum disco?

Só neste ano tivemos o vazamento das músicas da Lana Del Rey, Chris Brown, Anitta, Iggy Azalea, Kesha, trilha sonora do PES 2018 e mais uma porção de discos. Cada vazamento proporcionou uma sequência de notas e um desdobramento maior se tivessem lançado da forma tradicional.

Para quem é aficcionado (e ansioso), um bom lugar para acompanhar o vazamento de discos é o site Has it Leaked? Este coletivo disponibiliza de forma simples e organizada as músicas que saíram antes da hora. Isso era bem útil na época que ainda não existia as plataformas de streaming. Era colocar o disco que estava para sair e verificar a disponibilidade de um link para download pelos usuários.

Ter um Deezer e Spotify para ouvir tudo quanto é música é uma facilidade para o fã e um meio seguro para o artista receber pela sua obra. Uma vez que o conteúdo vaza, isso significa não receber por download e cliques nas plataformas – por mais que isso renda uma dízima periódica de centavos, mas vale um dindim no fim das contas.

A conta a ser feita pelo artista é bem difícil. Ter uma promoção agressiva e bem articulada com parceiros editoriais? Ou vazar o que tem mãos e torcer para chegar nas pessoas certas para render o buzz que espera?

gordi

Na semana passada, tivemos mais um vazamento bizarro. O LP de uma cantora chamada Gordi teve a prensagem de três músicas inéditas do Queens of the Stone Age. A gravadora pediu desculpas pelo erro em nota também e viu as vendas de sua cantora crescer de forma galopante. Fãs do grupo liderado por Josh Homme estão pagando o dobro pelo disco que tem estas músicas que serão lançadas de forma oficial no dia 25 de agosto.

A artista teve uma ótima visibilidade, fãs do Queens of the Stone Age começaram a comprar o disco de uma cantora desconhecida, ela foi notícia em diversos lugares por conta desta confusão e vai começar a fazer a turnê deste LP. Curioso? Nada é por acaso.

brunno-constante-colunista-papelpop
O jornalista paulistano, produtor musical e marketeiro Brunno Constante analisa, pondera, escreve e traz novidades sobre música no Papelpop todas as terças-feiras.

Fita Cassete é o alterego de Brunno quando ele fala sobre o assunto.

Quer falar com ele? Twitter: @brunno.


* A opinião do colunista Brunno Constante não necessariamente representa a opinião do Papelpop. No entanto, por aqui, todas as opiniões são bem-vindas. :)

Comentários

Topo