Menu Papel POP

Joel Schumacher pede desculpas por “Batman & Robin”

MAIS SOBRE:

Duas décadas depois do lançamento de “Batman & Robin”, o diretor Joel Schumacher pediu desculpas aos fãs do herói por ter produzido o filme, considerado o mais infame da franquia.

Em uma entrevista a Vice, o cineasta admitiu a culpa pela produção bizarra. “Olhe, peço desculpas. Eu quero pedir desculpas a todos os fãs que ficaram desapontados, porque acho que eu devo isso a eles”, declarou.

Lançado em 1997, “Batman & Robin” trouxe George Clooney e Chris O’Donnell nos papeis principais, ao lado de Arnold Schwarzenegger como Mr. Freeze, Uma Thurman como Hera Venenosa e Alicia Silverstone como Batgirl.

Apesar do poder do personagem e da experiência anterior de Schumacher (ele também dirigiu o Batman Forever), o longa se provou um fiasco de crítica e comercialmente. “Minha média estava boa. Depois de Batman & Robin, eu virei escória. Era como se eu tivesse assassinado um bebê”, admitiu.

O diretor assumiu toda a responsabilidade por suas decisões criativas, incluindo os mamilos aparentes no uniforme do Batman. “É um mundo tão sofisticado em que vivemos, onde dois pedaços de borracha do tamanho de um lápis podem ser um problema. Isto estará na minha lápide, eu sei disso. No momento em que o ‘Batman Forever’ apareceu, a moldagem de borracha tornou-se muito mais avançada. Então eu disse, vamos torná-lo anatômico e dei fotos de estátuas gregas e os incríveis desenhos que você vê nos livros médicos. Quando eu olhei para os mamilos, pensei, ‘isso é legal’. Talvez eu fosse simplesmente ingênuo”, completou.

Comentários

Topo