Menu Papel POP

40 clipes dos anos 90 que eu via na MTV e amava!

Vamos relembrar porque recordar é viver? Nos anos 90, quando ainda nem havia internet como a gente conhece no Brasil, existia a MTV. Queria saber de novidades da música? Era lá. Ou na Bizz, que depois virou Showbizz.

Naquela época, todas as MTVs do mundo sobreviviam, pasmem!, só passando videoclipes de música e nada mais. Tinha, às vezes, um telejornal, mas o assunto era música. Madonna, Prince e Michael Jackson, a santa trindade do pop, dominavam a emissora.

No Brasil, a MTV era uma das mais criativas do mundo. Além dos clipes, tivemos Luau MTV, Disk MTV, Piores Clipes do Mundo, programas de entrevistas e debates importantíssimos que promoveram discussões de sexo e gênero décadas atrás.
f
Eu tô enrolando pra começar a minha lista, né? É bem simples. Eu fiz uma lista com os clipes que marcaram a minha vida adolescente em frente à TV vendo MTV. A lista é grande? Sim. Mas, mesmo assim, aqui só tem metade do que consegui lembrar. Espero que vocês curtam. Tenho certeza que vai ter coisa aqui que vocês também amavam assim como eu.

TLC – Waterfalls

Olha, eu amo a música pop. Ouçam essa com carinho. Escutem os trompetes, escute o baixo dessa música, a melodia, os vocais das meninas… Além de ser uma ótima pop music, o clipe que não parou de ser exibido na MTV. E os efeitos especiais? TINHA UMA COREOGRAFIA LINDA DEBAIXO DA CACHOEIRA.

Em “Waterfalls”, lançada em 1995, as meninas do TLC falavam dos problemas que assolavam os EUA: pessoas morrendo de Aids, adolescentes no tráfico de drogas…

Eu amo o rap da Left-Eye (que Deus a tenha!) no final da música, que começa mais ou menos assim: “I’ve seen a rainbow yesterday, but too many storms have come and gone leavin’ a trace of not one God-given ray…”. Elas dominaram os anos 90. Tinha “Unpreety”, tinha “Creep”, tinha “No Scrubs”… Rainhas demais!

No Doubt – Don’t Speak

Nossa, que gata! Nossa, que linda! Nossa, que talento. Nessa época, em 1995, a banda brigava muito com a imprensa que só queria dar destaque para a vocalista Gwen Stefani nas capas das revistas. Eles queriam ignorar completamente todos os integrantes e jogar luz somente nela. Gwen não deixava, fazia questão de colocar todos juntos com ela.

Uma balada linda, todo mundo conhece e ama. “It’s all ending, we gotta stop pretending who we aaaareeee…”.

R.E.M – Shiny Happy People

O R.E.M tem vários clipes marcantes na MTV. Um dos melhores e mais famosos é o “Losing My Religion”, por exemplo.

Mas essa lista é pessoal, é um surto meu! E eu surtava com esse “Shiny Happy People”. Além da música ser ótima, ela tem a participação dos vocais poderosos da cantora Kate Pierson, uma das fundadoras e integrantes do B-52’s. É lindo, é animado, é hino dos 90. Do ano de 1991, mais especificamente.

Iggy Pop feat. Kate Pierson – Candy

Tá! Eu fui lembrar da Kate Pierson no clipe acima e agora não posso deixar de mostrar outro clipe da qual ela fez parte e brilhou mais uma vez. Esse é de 1990. Não. Parava. De. Tocar. Na. MTV. Iggy Pop todo grave, ela toda aguda. Os dois com um “hole in my heart for so long”.

Janet Jackson – That’s The Way Love Goes

Lembra? No dia que esse clipe estreou, as MTVs do mundo inteiro passaram o vídeo de duas em duas horas. Era a Janet Jackson chegando de um jeito sexy, mostrando a barriguinha e falando de sexo, coisa que nunca aconteceu antes.

A irmã de MJ, diva pop maravilhosa, já tinha causado com “Rhythm Nation”, levado um monte de prêmio por conta do clipe industrial lindamente bem coreografado e agora chegava com esse charme. Linda e talentosa. Uma das melhores músicas de r&b dos anos 90.

Marilyn Manson – The Dope Show

Meu Deeeeuuuus! Eu surtava vendo isso! Vocês ficam aí falando da Pabllo Vittar, mas a primeira drag queen cantora que eu amei foi o Marilyn Manson. Hahaha!

Lembro que ele era adorado pelos héteros da minha sala porque ele fazia um rock fodástico e era bizarro e asqueroso. Mas era também adorado por mim, gay teenager, pelos mesmos motivos, mas, principalmente, por ele ser esse ser que usava batom, que colocava seios, que era andrógino, que falava coisas inteligentes pra caralho, que brincava com gêneros… Todo o meu respeito.

Caralho, nos anos 90 tinha Marilyn Manson! Que década linda! “The Dope Show” é um hit do final dos 90, de 1998, uma crítica à Hollywood, que te oferece fama e drogas pra destruir as pessoas rasas.

Inner Circle – Sweat

Socorro! Eu amo! Eu venero! Em 1992, essa música não parava de tocar nas rádios e o clipe não saía da MTV. O reggae nunca foi tão pop.

Além dessa, tinha também o “Mr Loverman” do Shabba Ranks. E tinha também muito Jimmy Cliff. Mas foi o Inner Circle com o “A La La Long” que fez todo mundo ficar com essa música na cabeça por anos.

Aerosmith – Crazy

Nossa, isso é muito MTV dos anos 90, isso é muito Black Mirror. Eu amava esse clipe. Era um filme, praticamente. Um longa estrelado por duas colegiais. Uma delas, Alicia Silverstone, rainha de “Patricinhas de Beverly Hills” e Liv Tyler, filha do vocalista Steven Tyler que depois virou rainha indie de Hollywood.

As duas eram meio Thelma e Louise nesse clipe, vivendo altas aventuras safadinhas e ainda cantando a música pelo conversível. Amo!

4 Non Blondes – What’s Up

Nossa, eu não suporto essa música. Então por que eu coloquei na lista? Porque marcou mesmo assim. E porque hoje todo mundo canta essa música por causa de “Sense 8” (até a Lady Gaga, meus caros). Quando o clipe passava na MTV, em 1992, eu gritava de ódio e aproveitava pra ir ao banheiro e mexer no celular (mentira! não tinha celular na época!).

Nossa, eu não consigo entender até hoje esse chapéu dela.

The Verve – Bitter Sweet Symphony

Toma mais um hino dos anos 90. Essa é de 1997, uma música que fez a banda The Verve ficar conhecida no mundo inteiro porque, obviamente, a composição é muito boa, masssss… O clipe ajudou MUUUUITO a deixar os caras muito famosos!

Dá um play para ver o vocalista (esqueci o nome, depois eu pesquiso, gente!) andando pelas ruas esbarrando em todo mundo, como se fosse dono do bairro. Eu não entendia como ninguém voltava pra dar um chute nele. Ele chega a derrubar as pessoas na calçada.  Eu ia ~acabar com a raça dela~.

Radiohead – Creep

Oi, ano de 1993. Oi, galera adolescente deprê da época. Eu não era um desses porque eu gostava da Madonna, uma rainha que não se abalava, que tinha força absurda, que tocava pra frente, que tinha senso de humor, que usava da ironia pra sobreviver. Mas…Tinha esse outro lado da moeda nos anos 90.

Eu amava Radiohead mesmo assim e via muito esse clipe. Que hino da porra é esse de “Creep”? É sobre ser estranho, sobre querer ter o corpo perfeito, querer ser notado, querer ser especial, querer fazer parte e falhar miseravelmente por ser bizarro, por ser estranho. Radiohead, eu te venero!

Green Day – Basket Case

“Sometimes I give myself the creeps, sometimes my mind plays tricks on me. It all keeps adding up. I think I’m cracking uuuuup”.

Viva o ano de 1994, viva o punk rock do Green Day. Olha, eu acho que fazer essa lista foi a pior ideia que eu tive. Não dá pra colocar numa lista tudo que teve de legal que eu via na MTV nos anos 90, a década de ouro da emissora. Não dá! Vai ser injusto! Socorro! Eu vou desistir!

Alanis Morissette – Ironic

Ai, eu vou chorar. A adolescência está voltando forte. As memórias estão vindo. Quem não sabia cantar essa música inteira?

A MTV amava Alanis Morissette e eu também. Esse clipe de 1995 marcou uma época. Esse disco marcou uma década. É hino atrás de hino. Todo adolescente precisa ouvir o álbum “Jagged Little Pill”, principalmente as meninas. É biblioteca básica.

The Cranberries – Ode To My Family

É oficial! Eu quero voltar pros anos 90. Eu quero entrar num túnel, ficar lá por uns meses e voltar. Quero ficar vendo MTV, vendo os Cranberries…

Gente, como é que alguém hoje conheceria uma banda como essa? A MTV pegava o alternativo, o europeu alternativo e fazia ser popular. Os posers esnobes odeiam essa ideia porque odeiam quando algo vira modinha, mas eu acho que aquilo que é bom precisa de qualquer jeito ficar popular. Precisa ser de todo mundo. Eu sou muito socialista do pop.

New Radicals – You Get What You Give

New Radicals. Era uma rebelião no shopping. Coisa bem teenager dos EUA, que vivia em shoppings. Eu odeio a música, mas canto sempre que toca. E eu amava ver o clipe, mesmo odiando a banda. Ha! A gente tinha tempo pra ouvir qualquer música nos anos 90 e aprender a cantar tudinho.

Hole – Malibu

Eu amo essa mulher, eu amo esse clipe, eu amo essa música. O clipe passava muito na MTV e eu sonhava em surfar na Califórnia por conta da Courtney Love. Se eu disser que gosto mais de Hole do que de Nirvana, eu levo porrada na rua?

Posso fazer uma camiseta, tipo, Hole > Nirvana, e sair pelas ruas com ela? Acho que ninguém se importa, né? Tá todo mundo ouvindo Chainsmokers hoje em dia…

The Smashing Pumpkins – 1979

Nossa, eu tô aqui arrepiado. Eu tô mal. Que hino do rock, do grunge, que clipe que marcou uma época. Isso era ser adolescente melancólico grunge nos EUA. No Brasil a gente não consegue se identificar muito com a imagem e com a moda grunge, mas para um teen americano, isso aí é retrato de uma década, quase. Ah, e que banda, que música!

Red Hot Chili Peppers – Give it Away

É a minha banda de rock favorita. Não só por causa do lindo Anthony Kiedis, que vivia pelado e sem camisa, mas por causa desse som insano que mistura funk com rock, que bebe do George Clinton, do Sly and the Family Stone, do Stevie Wonder.

E porque eles são legais pra caraaaaalho! Exemplo: olha esse clipe!

Weezer – Buddy Holly

Outro exemplo de banda e de música boa que eu só conheci graças à MTV. Lembro que em 1994, eles ganharam o VMA de melhor clipe por causa desse “Buddy Holly”.

Taí mais um clipe de rock alternativo que a emissora popularizou e fez todo mundo cantar. “Uh-wiii-uuuu, I look just like Buddy Holly! Oh-oh, and you’re Mary Tyler Moore”.

Blur – Song 2

Ai, meu Deeeeuuuussss! Que brit pop! Que musicão legal da porra! Que clipe simples e rápido como a música que não parava de tocar na MTV. Sim, eu também só sei o que é o Blur por causa da MTV. Vou agradecer até a morte.

The Chemical Brothers – Hey Boy, Hey Girl

É nos anos 90 também que a música eletrônica se torna mainstream. Nessa época que vem o Prodigy, que vem o Daft Punk, o Faithless, o Chemical Brothers, o Goldie, o Aphex Twin e também o La Bouche com “Be My Lover” (kkkkkkk).

Mas não teve clipe que mais marcou os anos 90 e que tocava muito na MTV quanto o “Hey Boy, Hey Girl”. Acho que esse clipe competia com o “Around the World” do Daft Punk na categoria “clipe de eletrônico que mais passa na MTV”. É de 1999.

Beck – Loser

É nos 90 que o Beck nasce. Soy un perdedor. I’m a loser baby, so why don’t you kill me? Esse clipe também passava muito na MTV. Meu deus! Não vai dar certo fazer essa lista! É muita gente. Agora eu lembrei que também tem a Bjork!

Bjork – Army of Me

“Se você reclamar mais uma vez, vai conhecer um exército meu”, dizia Bjork no refrão de “Army of Me”.

Um clipe lindo dirigido pelo ótimo Michel Gondry, o cineasta francês que dirigiu os clipes mais legais da música pop dos 90/2000. Fez coisas pra Radiohead, Beck, Daft Punk, Paul McCartney, Kylie Minogue, White Stripes e uma infinidade mais… AI, MEU DEUS, LEMBREI DA FIONA APPLE!

Fiona Apple – Criminal

O ano era 1996 e a MTV amava passar o clipe dessa cantora que eu, obviamente, eu só conheci por causa do clipe. Ela só tem álbum bom, meus querisos.

Por isso a gente tem tanto a agradecer pela MTV e pela indústria que gastava dinheiro fazendo clipe na época. “Criminal” da Fiona Apple era fabuloso, chiquérrimo, sexy… E trazendo essa puta cantora!

Lauryn Hill – Ex-Factor

“Care for me, care for me! I know you care for me, there for me, there for me! Said you’d be there for me!”.

Nossa, que obra-prima esse disco. “The Miseducation of Lauryn Hill” fechou os anos 90 com chave de ouro em 1998, ganhando o Grammy de melhor álbum. Todo o poder e o talento de Lauryn Hill foi celebrado. O disco era romântico e ao mesmo tempo era sobre Deus, era sobre sobrevivência, sobre preconceito…

Esse clipe de “Ex-Factor”, sobre um relacionamento abusivo de um ex-namorado, não parava de passar na MTV. Aliás, todos os clipes desse CD não paravam de ser exibidos na MTV.

Oasis – Don’t Look Back in Anger

Oi, ano de 1995. Oi, clipe que foi exibido mais de 400 milhões de vezes na MTV. Oi, banda que marcou os anos 90. Oi, música que até hoje eu não aguento mais ouvir, mas canto sempre que toca e curto no final das contas. Oi, hino do rock! Esse clipe eu dedico pra Marina Santa Helena.

“And so Sally can wait. She knows it’s too late as she walking on by. My soul slides away…”

Ace of Base – The Sign

Pra cada banda de rock que passava na MTV, vinha uma música pop desse tipo pra gente amar e dançar. Graças à Deus, graças à MTV. Três vivas pras suecas do Ace of Base, banda favorita da Britney Spears.

Pet Shop Boys – Being Boring

É um dos meus clipes favoritos até hoje. Dirigido pelo renomado fotógrafo Bruce Weber, é uma das coisas mais sexy que passavam na MTV nos anos 90, junto com aquele “Wicked Game” do Chris Isaak.

Só homem e mulher linda se pegando na banheira, rolando na grama… Era o começo dos clipes sexy em p&b. Madonna fez isso também em “Cherish”, um clipe lindo com o também fotógrafo lendário Herb Ritts. Opa, lembrei de outro clipe sexy da época…

Toni Braxton – Un-Break My Heart

Esse clipe da Tonoi Braxton foi um grande marco da… da… teledramaturgia? Hahaha! Gente, se não fosse esse clipe, não existiria um episódio de “Scandal”. Aliás, se bobear, foi a Shonda Rhimes que fez o roteiro de “Un-Break My Heart”…

Tem cenas de amor, de traição, acidentes perigosos, corações partidos… MEU DEUS, O QUE ERA O TYSON BECKFORD NESSE CLIPE? Eu tô revendo aqui sem acreditar.

Youssou N’Dour feat. Neneh Cherry – 7 Second

Existe coisa mais anos 90 que o Youssou N’Dour cantando “7 Seconds” com a Neneh Cherry? Hahahaha! Ai, que maravilhoso! Não, pera! Existe algo mais anos 90 que isso, sim. É o meu próximo na lista…

Boyz II Men – I’ll Make Love To You

Ok, essa eu também sei cantar do começo ao fim. Se tinha alguém que não saía do número 1 da Billboard, brigando com Madonna, Mariah e Whitney com a trilha de “Guarda-Costas”, era a banda Boyz II Men.

Cantavam melhor que todo mundo, arrasavam nas baladas românticas e os clipes não paravam de passar na MTV. Beeeeem anos 90. Eu era fã, juro.

Michael Jackson – Black or White

Talvez o clipe mais marcante do Michael Jackson nos anos 90. Aquele efeitinho das caras se transformando no final era a coisa mais legal. Ninguém nunca tinha visto antes, era um efeito especial que nem Hollywood tinha. Custou caríssimo para MJ.

E olha que era uma época que tinha James Cameron fazendo Exterminador do Futuro com vilão se transformando em mercúrio e ganhando mil formas. Michael, como grande rei do pop, sabia ser inovador. Eu vi esse clipe umas quinhentas mil vezes.

Britney Spears – Baby One More Time

Britney entediadinha, batendo o lápis no caderno….Amo as dancinhas no colégio! Britney era uma garotinha que podia ser qualquer cantorinha pop da época, que podia morrer só com esse hit e nunca mais voltar. Eu não dava muito crédito pra ela na época.

Mas ela se tornou um furacão. Ficou gigante, dançou como nunca tínhamos visto antes (ok, vimos na Janet Jackson, mas continuando), conquistou uma legião de fãs, fez hit atrás de hit, virou sex symbol, foi abençoada por Madonna e hoje é conhecida como princesa do pop.

Mariah Carey – Heartbreaker

Mariah Carey vai ao cinema e encontra uma vilã que quer roubar o namorado dela. As duas se pegam no banheiro, caem na porrada e Mariah sai pra dançar depois com as amigas no balcão onde vende pipoca.

Tudo bem que se a ideia era sentar a porrada em alguém, usar a violência e não a discussão do relacionamento, ela podia ter dado era uma surra no boy, né? Mas era os anos 90 e naquela época tudo bem promover a rivalidade entre duas mulheres quando quem está errado é o macho.

Extreme – More Than Words

Esssa ainda toca nas rádios tipo Antena 1, Alpha FM… Meu pai adora, gente. E eu achava os dois bem gatos com cabelón e violón mandando essa balada que marcou os anos 90. Todo mundo que aprendeu a tocar violão nos anos 90 “tirou” essa música naqueles caderninhos que traziam as cifras.

Duran Duran – Ordinary World

Isso passava muito na MTV. Eu aprendi a gostar de Duran Duran por causa da MTV.

A banda favorita da Lady Di (é sério, ela amava) tinha hit atrás de hit nos anos 80. Mas aí, nos anos 90, quem dominava ere essa “Ordinary World”. Dava até vontade de casar com aquele chapéu ridículo que ela usava no altar. Ai, desculpa, eu tenho problemas com chapéus.

Seal – Kiss From a Rose

Pa-yaya-pa-pa-yaya-pa-pa-pa-yaya.. Nossa, eu amava “Kiss From a Rose”. Eu ia escrever toda a discussão sobre o tema da música, mas todo mundo já ouviu o que a gente disse no podcast, então eu vou poupar vocês aqui da palhaçada.

Era trilha do pior filme do Batman. E foi um dos hits do Seal.

Spice Girls – Wannabe

Tem clipe mais hino dos anos 90 que esse? Tem música mais “hinária” da década que essa das Spice Girls? Aliás, existiria anos 90 se não fosse as Spice Girls? Hahaha!

Elas incomodavam tanto com o sucesso que faziam na época que eram xingadas e zoadas até pelo Oasis, outra banda de sucesso da década. Rainhas do pop com “Wannabe”, de 1997.

Nirvana – Smells Like Teen Spirit

Quando você fala da MTV nos anos 90, esse clipe passa na minha cabeça. É automático. Não é só a música que é um hino da década, uma das canções mais importantes do século e que revolucionou o rock alternativo. O clipe de 1991 também é fabuloso.

Eu fico tossindo sempre que assisto, sabia? É muita poeira. Meu sonho era chegar ali com balde, vassoura e água sanitária, pedir licença, pedir para eles pararem rapidinho a música e dar uma geral no local, dar um banho nos integrantes e: “pronto! agora tá mais pop!”.

Guns N’ Roses – November Rain

Lá em casa, quando a gente via a MTV, a divisão do fandom era assim: a minha irmã venerava qualquer música e clipe do Guns and Roses e eu venerava qualquer coisa da Madonna.

Esse clipe eu vi mais de 1 milhão de vezes por causa da Renata Cruz. Eu odiava o Slash com aquele solo de guitarra em frente à capela. Parecia que demorava duas horas. Mas hoje eu vejo o clipe com saudosismo. Hoje eu consigo gostar e por isso ele tá aqui na lista, tá?

Madonna – Vogue

Eu acho que eu não preciso falar mais nada pra esse clipe e essa música aqui em cima. Ver televisão era tão legal nos anos 90. MTV, muuuuuito obrigado!

Playlist com as 41 músicas no Spotify:

Eu podia colocar muitos clipes que marcaram a MTV nos anos 90. Tipo aquele clipe do The Calling, aquele clipe de “Mulher de Fases” do Raimundos, Skid Row, O Rappa… Me diz nos comentários quais foram os clipes que marcaram vocês e que não estão aqui na minha lista. Beijos, queridooooaaaaaasss!

UPDATE:

Como é que eu fui esquecer disso? Como alguém pode esquecer de colocar “Freedom! ’90”?

Como é que alguém esquece de colocar “Believe” da Cher?

Pronto. Já me sinto melhor com esse update.

Comentários

Topo