Menu Papel POP

A perturbadora “Black Mirror” está de volta no trailer da nova temporada

MAIS SOBRE:

Quem já viu “Black Mirror” sabe que com certeza é uma das produções mais atordoantes e perturbadoras. A série britânica de Charlie Brooker (“Dead Set”) teve 12 episódios encomendados pela Netflix e os seis primeiros estarão disponíveis no dia 21 de outubro (dá para assistir ouvindo o “Joanne” da Gaga, que sai no mesmo dia, hahaha!).

Nesta sexta-feira, 7, o serviço de streaming enfim liberou o primeiro trailer dessa terceira temporada.

* Calendário Netflix: “Black Mirror”, “The Ranch” e mais séries ganham datas de estreia
* Netflix produzirá 12 novos episódios de “Black Mirror”

Uma espécie de “Twilight Zone” mais digital, “Black Mirror” se vale da tecnologia para pintar um retrato bem desconfortável da humanidade. Os episódios são independentes (ou seja, você não precisa assistir um para ver o outro), mas todos são conectados por esse elo da tecnologia impactando os nossos comportamentos de um jeito nada bom.

Sério, gente, se vocês ainda não viram AGORA É A HORA!

Charlie Brooker, criador da série, descreveu os seis primeiros episódios para a Entertainment Weekly em setembro:

1. “Nosedive”

Uma mulher que trabalha num escritório (Bryce Dallas Howard) vive em um mundo no qual as pessoas catalogam e dão notas para todas as suas interações sociais. “Todo episódio desta temporada tem um gênero diferente, e esse é sobre sátira social“, diz Brooker. “Tem uma certa serenidade assustadora e não será o que as pessoas esperam“.

blac-mirror

2. “San Junipero”

Ambientado nos anos 1980 e na Califórnia, duas mulheres (Mackenzie Davis e Gugu Mbatha-Raw) são recém-chegadas em uma cidade de praia que “representa sol, surfe e sexo“. Segundo o criador, esse episódio é uma espécie de brincadeira com as pessoas que achavam que a série se tornaria muito americana.

bm

3. “Shut Up and Dance”

O terceiro episódio acompanha um menino de 19 anos (Alex Lawther) bem na dele que se torna vítima de um golpe na internet e é forçado se aliar com um homem estranho (Jerome Flynn) que está na mesma situação.

bmm

4. “Men Against Fire”

Este capítulo mostra uma trama militar num mundo pós-guerra; um recruta (Malachi Kirby) e uma veterana (Madeline Brewer) precisam defender uma vila de moradores do ataque de criaturas mutantes. Brooker diz que o episódio surgiu quando a equipe pensou em ataques de drones, mas não é exatamente sobre isso. Ele descreve o episódio como “um thriller de terror, quase como ‘The Walking Dead’“.

black

5. “Playtest”

Viajando pela Inglaterra, um homem em busca de aventuras (Wyatt Russell) se envolve com uma mulher britânica (Hannah John-Kamen) e de alguma maneira resolve testar um videogame “tão sofisticado quanto assustador“.

blac

6. “Hated in the Nation”

O primeiro episódio da série com 90 minutos de duração, a sexta parte é inspirada em thrillers noir como “The Killing” e mostra uma detetive (Kelly Macdonald) e sua parceira investigando assassinatos ligados às redes sociais: “É sobre a raiva das pessoas na internet. Começa como uma série policial normal, e depois vai por um caminho bizarro“.

mirror

Ainda não se sabe quando os outros seis episódios serão lançados, mas enquanto a gente espera ansiosamente pelos primeiros, dá para assistir as duas primeiras temporadas mais o especial de Natal na Netflix!

Comentários

Topo