Menu Papel POP

Dez motivos para você dar uma chance à “American Horror Story” que está incrível

MAIS SOBRE:

Há grandes chances de você ter desistido de “American Horror Story”. Você pode ter o discurso “Nada supera ‘Asylum!'”, ou acha que Ryan Murphy começou a prometer mais do que entrega. Talvez você não tenha superado a saída de Jessica Lange. Às vezes você deu várias chances em nome do amor à série, mas largou de vez…

Seja lá qual for o motivo, nós fazemos um apelo: veja essa temporada, pelo amor de Deus! “American Horror Story: Roanoke” chegou na metade e aponta novo rumo que a série está tomando. Ryan Murphy trouxe aqui uma forma de contar história que é inteligente e assustadora. De verdade!

A sexta temporada é transmitido na meia-noite entre quinta e sexta-feira no Canal FX. Listamos aqui algumas coisas que temos gostado demais nos episódios que vimos. Olha só:

1) Ryan Murphy criou um formato de história original

“American Horror Story: Roanoke” pode lembrar um pouco a primeira temporada. Mas difere num ponto importante e bem original: existem dois universos da história, o real e o documentário.

ahs-roanoke-protagonistas

Conhecemos um casal que viveu dias de horror numa casa localizada num terreno amaldiçoado. O casal original, feito por Lily Rabe (Shelby Miller) e André Holland (Matt Miller), conta o que viveu num documentário chamado “My Roanoke Nightmare”. Então temos dois atores que interpretam os dois na reencenação, feitos por Sarah Paulson (Audrey Tindall) e Cuba Gooding Jr (Dominic Banks). Todo mundo interpreta alguém ou é interpretado, é louco!

O formato deu uma ótima repaginada na série, já que o lado “real” e o lado “ficção” do elenco são aproveitados e fazem com que boa parte do elenco interprete dois papéis bem diferentes. Ainda rola uma metalinguagem genial sobre  produção de programa de TV.

Ahh, e fique sabendo: é difícil saber o que é real e o que é ficção depois de um tempo.

2) Dessa vez, está REALMENTE assustador

Um fator muito importante que muitos dizem não ver desde “Asylum”. Sim, meus caros, essa temporada está tensa! Todos os personagens estão muito vulneráveis e, junto com você, pisam num território desconhecido. Conforme você vai descobrindo os segredos da casa, parece que você quer parar agora mesmo com medo de morrer com eles! Hahaha.

Sem contar que há várias criaturas e elementos medonhos. Tipo isso aqui que parece uma referência à “O Grito”:

roanoke-0gif

E Ryan Murphy não tem piedade de nós e joga acontecimentos chocantes quando você menos espera. Ou seja, sustos… Muitos sustos.

3) Todos os personagens são interessantes

Igual à “Asylum”, cada personagem faz parte de alguma trama além da história específica. Ou seja, não temos aqueles que só servem para servir alguém, causar ou ser apenas bonito.

evan-peters-roanoke

A gente acompanha a história do casal, mas também torcemos pelo futuro de Lee Harris (Adina Porter/Angela Bassett), irmã do marido. Também conhecemos a história dos espíritos da casa e olha que ainda nem chegamos a falar da vida dos atores do documentário…

4) Muitas tripas, sangue e cenas grotescas

“Hotel” teve bastante sangue, mas você não está preparado para ver a carnificina que é “Roakone”! De verdade, você não vai conseguir evitar e vai querer fechar os olhos e virar o rosto.

ahsgaga1

A maior parte da carnificina vem da personagem da Kathy Bates, a açougueira Thomasin White que amaldiçoa a casa. Prepare-se para ver desmembramentos e bastante tripas.

5) A Lady Gaga está bem diferente

Muitos acusam a Gaga de ter sido muito ela mesma em “Hotel” (isso é ruim?), com um protagonismo que deixou muitas outras coisas de lado. A presença dela aqui também é marcante, mas é novidade e não compromete a história. Pelo contrário, enriquece bastante toda a série (saiba o porquê).

gaga-ahs6

É isso que você precisa saber. Você vai ver uma Lady Gaga bem estranha e suja. Qualquer outro detalhe vai estragar a graça!

6) Kathy Bates louca e incrível

kathy-bates-roanoke

Kathy Bates pode ter uma carreira longa, mas o papel psicótico dela em “Louca Obsessão” entrou para a história. Pode esperar porque vemos um pouco desse lado dela nessa temporada, usando esse cutelo da imagem bastante e nos dando momentos perturbadores.

Ela interpreta Agnes Mary Winstead, a atriz que faz a açougueira no documentário (confuso, né). Bates interpretou vários papéis frágeis em temporadas passadas, mas aqui ela faz um estrago!

7) Dessa vez, a trama não é tão confusa

Em “Hotel”, fomos bombardeados de informações e fatos bizarros que não tiveram uma explicação muito satisfatória no final. Aqui, o começo pode até ser confuso, mas é tudo pelo bem da forma original que a história é contada.

ahs-roanoke01

No começo, você pode até ficar “Ué… Dois tipos de elenco? E qual é dessa casa? Quem são esses fantasmas?”. Saiba que logo nos primeiros episódios tudo está explicadinho, bonitinho, para a gente ter toda a atenção na história.

8) Lily Rabe e Frances Conroy de volta em bons papéis

frances-roanoke

Francis Conroy esteve fora de “Hotel” e Lily Rabe participou rapidamente da temporada. Aqui, Lily assume um grande papel (igual aconteceu ano passado com Chloë Sevigny) e Frances interpreta uma personagem bem longe de tudo que vimos dela na série e completamente perturbada.

9) Várias referências às temporadas passadas

“Roanoke” também serve como um compilado de várias coisas que deram certo em temporadas passadas e também faz algumas conexões. Temos milhares de referências à 1ª temporada, uma conexão com “Coven” (que explicamos aqui), uma casa na mesma região que o manicômio de “Asylum” e até um parente distante de alguém de “Freakshow”.

ahs-enfermeiras

Tudo isso e ainda faltam seis episódios, hein?

10) As reviravoltas são de tirar o fôlego

Esse último motivo é um território indelicado e não podemos dar nenhum spoiler. Podemos garantir: temos várias reviravoltas que não servem apenas para chocar, mas mudam completamente o rumo da história e a nossa percepção de tudo.

angela-basset-roanoke

Foco para quando a temporada chegar na metade… Fica a dica!

Motivo bônus: Evan Peters

tumblr_ofhwykh2vt1v9tzk5o1_400

Ele interpreta Rory Monahan, o ator que reencena a história do aristocrata Edward Philippe Mott

tumblr_off3q6zm7c1rr9hnvo2_r3_500

Amém, Ryan Murphy, por esta temporada!

Comentários

Topo