Menu Papel POP
televisão

“Les Revenants”, a série da França sobre mortos-vivos que você precisa ver antes que os EUA estraguem com ela…

O gato Pierre Perrier, nova revelação do cinema francês (tipo o novo Louis Garrel!), abraçando a atriz Clotilde Hesme em “Les Revenants”… Lindos!

Sério, gente! Vai atrás, se joga na internet e dá um jeito de ver “Les Revenants”. Esse seriado foi a última grande sensação da televisão francesa e a Europa inteira invejou a novidade. A série conta a história de pessoas que morreram há alguns anos e que voltaram à vida, assim, do nada, numa pequena e isolada cidade do interior da França.

O sucesso foi tão grande que a série está sendo exibida atualmente no Reino Unido do mesmo jeito que foi na França: com o nome original, sem dublagem e com legendas. Os produtores também já venderam direitos de exibição para canais de países como Suécia, Israel, Hong Kong e Hungria.

Olha só esse trailer…

Mas os EUA não compraram e optaram por fazer uma “adaptação”…

Se a Europa inteira abraçou e exibiu o original francês, os Estados Unidos (através do canal ABC), decidiu criar um projeto muito parecido, com o nome de “Ressurection”. É basicamente a mesma história, mas eles negam que seja uma adaptação da produção francesa. Aham!

Nossa dica? Veja a francesa porque é muito, muito, muito boa. São oito capítulos só. Aí, depois, quando a ABC decidir exibir a mesma história (daquele jeito pasteurizado e meio bobo que a gente já conhece muito bem), você sai rebolando e dizendo que já viu a original e é muito melhor. kkkkkkk

As nossas duas personagens favoritas, as irmãs Camille e Léna… É muito f***!

Veja mais fotos e saiba melhor da história de “Les Revenants”

Entre os que retornaram está a jovem Camille (Yara Pilartz) que morreu há três anos em um acidente de ônibus, e sua irmã gêmea Léna (Jenna Thiam), que apesar de ter sentido muita falta dela, não consegue entender e aceita sua volta.

Simon (Pierre Perrier) morreu no dia em que ia se casar com Adèle (Clotilde Hesme), e ao voltar do mundo dos mortos, descobriu que a noiva segui a vida e está muito próxima de Thomas (Samir Guesmi), um militar autoritário.

Victor é apenas um garotinho e o morto mais misterioso da série. Ele é encontrado sozinho em uma estrada pela enfermeira Julie (Swann Nambotin), que o acolhe em casa, pois ela também está passando por uma fase muito sensível da sua vida após terminar um relacionamento com a policial Laure (Alix Poisson).

Completando o time dos mortos-vivos está Serge (o ótimo e conhecido ator francês Guillaume Gouix). A gente não vai contar o que ela faz pra não estragar. Ele volta para a casa do irmão Toni (Grégory Gadebois), que é o único que conhece o seu segredo e também é o dono do único pub da cidade.

A série consegue misturar muito bem drama com suspense e não tem nada daquela gritaria e sustos clássicos dos filmes de terror, o que ajuda a criar um clima mais sombrio e misterioso para a série.

“Les Revenants” foi transmitido na França entre novembro e dezembro de 2012. Cada capítulo dura por volta de 55 minutos e ela é inteira falada em francês diferente de outras produções francesas em inglês, visadas para o mercado externo. Os produtores já anunciaram que estão trabalhando no roteiro da segunda temporada, mas que ela pode estrear apenas em 2014.

Nos oito episódios da primeira temporada, acompanhamos os acontecimentos de uma cidade sem nome na região montanhosa da França que foi surpreendida quando os mortos saíram dos cemitérios e voltaram para suas casa. Além disso a cidade passou a conviver com estranhos acontecimentos, como quedas de energia e irregularidades no nível do rio que a cruza.

A série francesa é originalmente baseada no filme de mesmo nome de 2004, que traz os mortos vivos não como monstros sangrentos em busca de carne humana igual a filmes de zumbi. Em “Les Revenants”, os mortos retornam com a mesma aparência de como morreram, a última coisa que eles lembram é do momento anterior às suas respectivas mortes, e tudo que eles querem e se reintegrar a sociedade.

Quanto a série chegar ao Brasil, nós bem sabemos que até produções americanas demoram para chegar por aqui, então podemos esquecer essa maravilha francesa. Mas internet tá aí pra isso né gente?

por Rafael Aloi em 29/06/2013 19:42

Comentários

Topo