Menu Papel POP

Em São Paulo, Rita Ora critica Marco Feliciano: “Como pode? Estamos no século 21!”

(Foto: Rafael Aloi/Papelpop)

Sabe com quem nós acabamos de conversar minutos atrás? Com a cantora britânica Rita Ora, dona dos hits “How we Do” e “Hot Right Now”. Ela deu uma coletiva para jornalistas na noite esta quarta-feira, em um hotel em São Paulo para falar sobre moda, estilo, música e… até sobre Marco Feliciano.

Quando questionada sobre o deputado que comanda a Comissão de Direitos Humanos e Minorias do Congresso Nacional, ela não mediu palavras. “Nossa, isso é terrível. Como pode uma coisa dessas? Estamos no século 21! Não na era vitoriana”, disse Ora, que assumiu ser defensora dos direitos dos gays.

Para ela, Marco não pode ter esse tipo de pensamento. “Todo mundo pode dar a sua opinião. MAS ISSO É HORRÍVEL. Se ele realmente trabalha com direitos humanos, ele tem que saber o que são direitos humanos”, falou.

(Foto: Honopix)

Antes de entrar no hotel para dar entrevistas, Rita Ora falou com fãs brasileiros na porta

Rita Ora tem Gwen Stefani como ícone fashion

Quando o assunto é moda – afinal, ela está no Brasil para estrelar a campanha de Dia dos Namorados da marca C&A -, Rita se definiu como um “tomboy” (um menina que curte se vestir como um garoto). “Acho muito sexy quando mulheres conseguem mesclar um estilo propriamente de homem e ficar bem com isso”, declarou.

A artista afirmou que não é muito ligada em mulheres ícones da moda e está mais interessada na evolução do estilo. “Gosto de entender como a moda se desenvolve ao longo de uma era, como os anos 60, 70 e 80″, explicou, dizendo também adora o luxo da era vitoriana.

Mas é claro que pelo menos um ícone a cantora tinha que ter. Quando o Papelpop quis saber qual celebridade era a grande inspiração fashion dela, a resposta foi Gwen Stefani, a vocalista do No Doubt. Aliás, vale contar que, ao fazer essa pergunta, Rita tirou uma com a nossa cara porque o microfone falhou. “Tá vendo? Tá vendo? Não acontece só com a gente!”, disse, dando risada e toda simpática.

“Foi ela [Gwen Stefani] que me apresentou a mulher loira de lábios vermelhos. Mais do que na moda, ela me inspira na vida”, disse, fazendo referência ao look que ela mesma adota.

(Foto: Rafael Aloi/Papelpop)

Sobre romance lésbico: “Ela é só minha amiga”

Óbvio que Rita Ora precisou responder perguntas sobre o suposto romance com a amiga Cara Delevingne. “Ela é só minha amiga. Quer dizer, é como uma irmã para mim”, declarou a cantora, ao meio de risadas por achar a pergunta descabida. Mas, quando o assunto foi o romance com o galã da família Kardashian, Rob, ela foi enfática: “ele já é passado”.

Já quando o assunto é música, Ora pediu para os fãs terem paciência. Isso porque ela encerrou a divulgação de seu CD de estreia, “Ora” (2012), e deve lançar, ainda em 2013, um novo single mundial.

Conclusão: saímos apaixonados pela fofura e atenção de Rita! Esperamos muito o novo single para o segundo semestre!

Comentários

Topo