Menu Papel POP
cinema

Vem aí “A Hospedeira”, adaptação para o cinema do romance de Stephanie Meyer, de “Crepúsculo”

Vem aí um novo filme que chega aos cinemas em março de 2013: “A Hospedeira”. O longa-metragem, adaptação para o cinema do romance homônimo de Stephanie Meyer, a mesma de “Crepúsculo”, promete ser um sucesso adolescente.

A trama

“A Hospedeira” se passa no futuro (tipo “Hunger Games”). Nesse futuro próximo, o planeta Terra foi tomado por uma raça alienígena de parasitas chamados Almas.

Agora a coisa complica: um dia, uma dessas almas (Peregrina) se funde a uma humana em estado terminal (Melanie) para se aproveitar da situação e encontrar a última colônia de humanos que ainda resiste à dominação alienígena. Tudo será vigiado pela Buscadora.

Tudo dá certo até que Peregrina e Melanie, que acabam se tornando aliadas, se apaixonam pelo mesmo homem. Aí você já sabe: não interessa se é passado, presente, futuro, Brasil, Rússia, Japão, Madagascar: se duas “amigas” se apaixonam pelo mesmo homem, vai rolar faísca! Hahaha!

Então é tipo um “Crepúsculo” 2.0?

Sim, é uma história de amor “inusitada” e aparentemente impossível, tipo um humano com um vampiro. E, sim, existe um triângulo novamente: dessa vez com duas meninas e um gatinho.

Jornais, como o The Guardian, dizem que apesar de “A Hospedeira” aparentemente se assimilar mais com “Jogos Vorazes” (se passa num futuro, em meio a um mundo destruído etc), o filme tem tudo para repetir o sucesso de “Crepúsculo” porque repete a fórmula e traz os mesmos clichês da produção vampiresca – o que é óbvio, já que ambos os livros foram escritos pela mesma pessoa.

Dá uma olhada no trailer:

Saoirse Ronan interpreta Melanie, Max Irons faz Jared, Jack Abel dá vida a Ian O’Shea e Diane Kruger é A Buscadora. Ficou ansioso?

por Rafael Maia em 06/01/2013 18:02

Comentários

Topo