Menu Papel POP

Gaby Amarantos promete ferver Manaus com show gratuito: “Vai ser tudo maior!”

MAIS SOBRE:

Depois de bombar o BBB 13, cantora diz para o Papelpop que fará Manaus ferver!

Tá vendo? Não é só participante de BBB que ganha show de graça de uma das cantoras mais legais do Brasil atualmente.

Em conversa com o Papelpop, Gaby Amarantos contou que vai levar toda sua mistura de sons, alegorias e originalidade para um show que ela fará gratuitamente em Manaus durante o festival Parada Musical, que acontece simultaneamente em outras quatro cidades brasileiras com shows de Preta Gil, Nando Reis, Paralamas, Margareth Menezes e outros.

“O show que as pessoas vão ver vai ser diferente do que o que eu venho fazendo até hoje. Vai ser tudo novo, tudo maior”, contou Gaby.

Dias atrás, foram os participantes do BBB 13 que puderam conferir o agito que é um show da rainha do tecnobrega de perto.

Papelpop: Como foi cantar no “BBB”? 

Gaby Amarantos: Foi superdivertido! Os meninos da produção, inclusive, vieram me dizer que, nos 12 anos de programa, foi o show mais animado da casa. Nós todos ficamos muito felizes.

Você torce pra alguém dessa edição?

Eu acompanho mais o programa pelas pessoas, pela internet, pelo que eu leio. Minha agenda é muito cheia e meu tempo é bastante apertado. Durante meu show lá, aliás, o pessoal do ‘BBB’ pede inclusive pra gente ser imparcial e não demonstrar muito. Talvez eu goste mais de alguém mais pra frente, mais pra final do programa.

O que os fãs de Manaus podem esperar do show na “Parada Musical”?

O show que as pessoas vão ver vai ser diferente do que o que eu venho fazendo até hoje. Vai ser tudo novo, tudo maior. A estrutura é mais robusta, além de ter mais trocas de figurinos. A gente ainda não apresentou esse show no Brasil. A minha ideia é que esse show mostre a cultura do Norte como um todo – não só de Manaus ou de Belém.

Leia a entrevista e saiba onde os shows vão rolar… 

Podemos esperar que tipo de novidade? 

Vou usar as referências locais e brincar um pouco com isso, com bom humor, com a cultura da festa de Parintins e do boi-bumbá. É um show que vem sendo construído ao longo do último ano.

Quais são as suas referências musicais?

Eu escuto de tudo, mas a minha paixão mesmo são cantoras clássicas como Billie Holiday e Ella Fitzgerald. Eu gosto muito dessa pegada de blues e jazz americanos. O pop mesmo, a música pop atual, eu não paro muito pra ouvir. No dia a dia, eu escuto outra coisa e acabo me inspirando muito em cantoras como a Tina Turner, por exemplo. Mas é claro que eu gosto de Beyoncé, Rihanna, Lady Gaga…

Até porque você ganhou fama com um cover da Beyoncé…

Sim, rolou a história da Beyoncé do Pará, por causa da versão que fiz de “Single Ladies” (“Hoje Eu Tô Solteira”), anos atrás. Mas esse foi um título que as pessoas me deram. Eu nunca me considerei a Beyoncé do Pará. Não é isso que eu ouço o tempo todo, não. Além da música pop, o samba também é muito presente na minha vida. Eu amo.

Você mesmo produz e pensa nas roupas que usa?

A inspiração vem de tudo que eu ouço, vivo, da minha terra. Hoje em dia, eu tenho uma equipe de sete pessoas que trabalha comigo. Se eu contar os meninos do cabelo, são umas 10 pessoas. Eles preparam os meus looks pra mim. Mas é claro que é algo coletivo. Tudo precisa ter a minha direção e a minha opinião em cima. Eu direciono e eles criam.

O sucessor do álbum “Treme” já está vindo?

Eu gostaria muito de lançar o novo CD ainda esse ano. Já estou trabalhando nele e algumas coisas já estão prontas, mas eu não posso confirmar nada, ainda. O que eu posso dizer é que ele será bem diferente do “Treme”. Definitivamente as pessoas vão se surpreender, não é o que elas estão esperando. Eu quero ir mais a fundo nas minhas referências. Eu quero me soltar mais nesse novo CD, mas ainda me mantendo à raiz do Pará, não só do tecnobrega, como também do carimbo, da cumbia, da guitarrada.

É você mesmo quem atualiza suas redes sociais?

Eu amo. Tem vários artistas que colocam a equipe para atualizar o Facebook, o Twitter… Eu, não. Não vou dizer que eles nunca fazem isso pra mim – eles fazem até. Mas eu gosto de manter o contato com os meus fãs, gosto de estar sempre junto, sabendo do que eles estão falando e ouvindo o que eles têm a dizer. É muito legal também usar essas ferramentas para debater, conversar, fazer parte da vida do fã.

Informações sobre o “Parada Musical”

A primeira edição do Festival Parada Musical (paradamusical2013.com.br) rola em cinco cidades brasileiras, simultaneamente.

São cinco shows rolando ao mesmo tempo, ao vivo, gratuitamente. O que vai rolar:

DATA: 25 de janeiro de 2013

HORÁRIO: A partir das 19h em Curitiba, Brasília e Salvador. E a partir das 21h no Rio de Janeiro e Manaus, horário local.

LOCAIS

BRASÍLIA – ESTACIONAMENTO DO GINÁSIO NILSON NELSON
Os Paralamas do Sucesso, Plebe Rude e DJ Oblongui

RIO DE JANEIRO – ARCOS DA LAPA
Péricles, Preta Gil e DJ Lennox

SALVADOR – PRAÇA WILSON LINS
Margareth Menezes, Sérgio Loroza e DJ Jerônimo Sodré

MANAUS – CENTRO CULTURAL DOS POVOS DA AMAZÔNIA
Gaby Amarantos, Os Tucumanus e DJ Cezar Dantas

CURITIBA – ESTÁDIO DURIVAL BRITTO E SILVA – RETIRAR INGRESSO CORTESIA COM ANTECEDÊNCIA / CENSURA: 14 ANOS
Nando Reis, Cachorro Grande e DJ Bogus.
Retirada de ingressos cortesia será feita dias 24 e 25 de janeiro, das 10h às 20h nas bilheterias do Estádio Durival Britto e Silva
Acesso do Público: A partir das 17h

INGRESSOS
Entrada Franca

Comentários

Topo