Menu Papel POP
música

Fui visitar a Virgin Megastore de Paris antes que ela também vá embora como as outras lojas de música…

Ela continua viva e de pé! A Virgin Megastore de Paris, que fica na linda Champs-Élysées, é uma das únicas filiais da loja de música/entretenimento que ainda estão de pé no mundo.

Essas “virgins” foram criadas na Inglaterra e começaram a bombar em vários países nos anos 90, mas assim como as outras grandes e pequenas lojas de música no mundo, começaram a fechar as portas depois da bruca mudança do mercado fonográfico pós-internet.

A Tower Records em Nova York é um dos exemplos mais tristes. No Brasil, eu senti forte a perda da ótima Modern Sound, em Copacabana…

Agora, a única loja expressiva e gigante da Virgin Megastore está em Paris. Ela também existe na Austrália e no Oriente Médio, mas nada se compara ao tamanho e a importância dessa filial francesa.

Ao entrar na Virgin Megastore, a impressão que fica mesmo é a de que o tempo parou lá dentro. Pra ajudar nisso, a loja fica numa construção antiga e faz lembrar um museu, um teatro ou cinema velho… (pode ser que tenha sido construído numa dessas opções citadas e o ignorante aqui não sabe).

O que tem de legal (e velho!) na Virgin Megastore? Uma parede inteira, gigante e sensacional de vinil…

Dá vontade de sair comprando tudo!

É lá que existe também um andar inteiro para HQs raríssimas, lançamentos e afins…

Existe também metros quadrados infinitos vendendo CD…

Se não fosse pela grande área de blu-ray e por um canto totalmente dedicado para receber os compact discs, singles e edições especiais da popstar do momento, Lady GaGa, não ia parecer que o ano era 2011 lá dentro da Virgin.

Tinha que colocar essa foto aqui para os little monsters babarem…

Ah! Dá pra perceber que o ano é de 2011 também pelo lançamento de Kanye West e Jay-Z!

Só dá o “Watch the Throne” dos caras por aqui…

Depois de mais de uma hora passeando na Virgin Megastore, saí de lá em clima de nostalgia (tá bom! saí também com duas boas sacolas de compra!).

Essas megastores de música parecem mesmo estar perdidas no tempo. Enquanto elas não conseguirem se ajustar ao mundo moderno, a gente vai continuar vendo espaços lindos como este sendo vendidos e transformados (pelo menos no Brasil!) em igreja evangélica ou loja de magazine cafona.

Se bobear, a Virgin Megastore só existe mesmo firme e forte aqui na França porque o povo europeu dá importância e reconhece o que é história e cultura. “Museus e coisas velhas!”, gritaria um garotinho francês passando na rua com o iPod e fones descolados nos ouvidos.

ps. A nossa viagem não acaba por aqui! Estamos no meio ainda! Chegamos em Paris, tem muito mais post daqui e depois ainda vem Londres!

ps2. Ah! E hoje fomos hoje à noite no Rock en Seine ver CSS, Kid Cudi, The Kills, Foo Fighters e mais! Fique ligado no papelpop.com/mochilao pra saber de tudo!

por Phelipe Cruz em 26/08/2011 22:02

Comentários

Topo